Selma Arruda pode disputar Senado em 'chapa branca', diz Galli | Gazeta Digital

Quinta, 07 de junho de 2018, 09h55

eleições 2018

Selma Arruda pode disputar Senado em 'chapa branca', diz Galli

Celly Silva, repórter do GD


A juíza aposentada e pré-candidata ao Senado Selma Arruda (PSL) pode disputar em uma chapa avulsa nas eleições deste ano, ou seja, sem estar coligada com um candidato ao governo do Estado, diante da possibilidade de Dilceu Rossato (PSL) desistir para apoiar o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT). A informação foi confirmada pelo presidente do PSL em Mato Grosso, deputado federal Victório Galli.

Chico Ferreira

Selma Arruda

Em entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta quinta-feira (7), o político explicou que como a eleição para Senado não depende de quociente eleitoral, ou seja, o candidato pode ganhar tanto pelo número de votos obtidos individualmente, quanto pela chapa, não há dificuldade na candidatura de Selma que, segundo ele, aparece em segundo lugar nas pesquisas internas, atrás somente do ex-senador e ex-governador Jayme Campos (DEM).

Leia também - Dilceu Rossato avalia recuo de pré-candidatura e PSL já pensa em Plano B

“Não atrapalharia em nada porque inclusive nas pesquisas internas, a doutora Selma só está atrás do Jayme Campos, então, o PSL nesse sentido não vai ter prejuízo em nada. O PSL em Mato Grosso é o único partido que tem candidato à Presidência da República pontuando nas pesquisas. Em Mato Grosso ele [Jair Bolsonaro] aparece com mais de 60%. Então, tendo um candidato à Presidência da República passando dos 60%, tendo uma senadora que nas pesquisas está em segundo lugar, tendo um deputado federal no mandato que vai à reeleição e mais uns dois que vem pontuando, eu acho que não tem nada a perder”, disse Galli sobre a possível saída de Dilceu Rossato da chapa.

Diante dessas credenciais, o presidente do PSL/MT acredita que é possível articular um “Plano B”, buscando coligação com um candidato à majoritária de outro partido. “Eu acho que toda agremiação que quer fazer uma coligação nesse sentido vai receber de braços abertos o PSL”, avalia.

A partir da próxima segunda-feira (11), data colocada como limite para Dilceu Rossato definir sua posição no pleito, Victório Galli adianta que quem irá decidir sobre o rumo do PSL será o presidente nacional, Jair Bolsonaro. “Claro que é interessante pra ele ter candidatura própria do PSL no estado de Mato Grosso, que terá um palanque dele naturalmente. Agora, no Plano B vai ser negociado o seguinte: esse candidato a governo de outro partido vai ceder o palanque pro nosso presidenciável subir? Tudo isso vai fazer parte da pauta do plano B do PSL”, comenta.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 23 de junho de 2018

17:00 - Não adapto discurso para canibalizar votos do PT, diz Marina Silva

08:42 - Desaprovação a Bolsonaro sobe a 64%, diz Ipsos; pior situação é a de Alckmin

Quarta, 20 de junho de 2018

14:12 - Ciro e Maia se encontram, mas não fecham decisão sobre aliança

Domingo, 17 de junho de 2018

10:45 - MP recomenda que empresas informem contratação de painéis publicitários

09:05 - Plataformas online monitoram atividade de políticos

Sábado, 16 de junho de 2018

11:17 - Ex-reitora da UFMT admite dificuldade na disputa ao Senado

Sexta, 15 de junho de 2018

17:29 - Aécio decidirá 'no tempo oportuno' se é candidato ou não, diz Anastasia

13:55 - 'Datena tem espírito público, gosto do jeitão dele', diz Alckmin

Sábado, 09 de junho de 2018

09:06 - Maia já articula reeleição à presidência da Câmara

08:55 - Magno Malta diz a Bolsonaro que não será vice


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

17:02 - Mauro Mendes sinaliza que respaldo popular está viabilizando sua candidatura

09:30 - Wilson Santos apresenta cronograma para votação da LDO na Assembleia

09:00 - Taques tenta reaproximação e oferece vaga de vice ao PSD

08:30 - Deputado alerta que candidatos devem estar dispostos a ter vida vasculhada

07:30 - Rui Prado defende parlamentarismo no Brasil para evitar 'traumas políticos'

Sábado, 23 de junho de 2018

08:30 - Emanuel sanciona lei que o autoriza fazer empréstimo de R$ 51 milhões

08:15 - Ninguém quer ver bate boca de lavadeira, diz Jayme Campos

08:00 - Taques vê complô entre Mendes e Fagundes e não aceitará ser 'esculhambado'

Sexta, 22 de junho de 2018

13:15 - PSB quer eleger 2 deputados e busca aliança com grupo de Pedro Taques

10:15 - Guerra de CPIs na Câmara pode atingir a campanha de Mauro Mendes


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 24/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 24/06/2018
264aa11e3277d28a72d32c9ea77980c2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que o sobrepeso atinge mais da metade da população brasileira?




Logo_classifacil









Loja Virtual