Deputados vão revogar prisão do deputado Mauro Savi, revela Fabris | Gazeta Digital

Terça, 15 de maio de 2018, 11h45

propina de R$ 30 mi no detran

Deputados vão revogar prisão do deputado Mauro Savi, revela Fabris

Pablo Rodrigo, repórter do GD


O vice-presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado Gilmar Fabris (PSD), não pretende se declarar "impedido" para comandar uma possível votação a respeito da prisão do deputado Mauro Savi (DEM). Segundo Fabris, a ideia é conversar com o desembargador José Zuquim Nogueira, para saber até onde o Legislativo Estadual poderá tratar desse assunto.

Marcus Vaillant

 "Não há necessidade [de impedimento]. Porque o meu caso era bem mais complicado. Se tratava de um ministro que estava em Brasília, em um momento muito difícil de até se ter acesso a ele. Aqui não, aqui temos acesso. O desembargador Zuquim é uma pessoa de fácil acesso, então precisamos primeiro ouví-lo para depois a gente tomar a providência do que se pode fazer e o que não se pode fazer", disse Fabris nesta terça-feira (15) em entrevista à Rádio Capital FM).

Fabris também acredita que antes de qualquer parlamentar se colocar impedido, é preciso fazer uma reunião entre o Poder Legislativo e o Poder Judiciário, para chegarem a um entendimento. "Se a recomendação for no sentido de votar, é evidente que a sessão vai acontecer. Se não for, se for aguardar, o nosso companheiro Mauro Savi tem advogado aqui fora".

Caso a votação aconteça, Fabris adiantou que os parlamentares irão votar pela soltura de Savi, assim como ocorreu no caso dele, quando foi preso no ano passado durante a Operação Malebolge da Polícia Federal. "Sem dúvida vou votar a favor. Ele é meu amigo e acredito que não terá apenas o meu voto, mas dos demais deputados como já tive conversando na Casa, e eles me disseram isso". revelou o deputado.

"É muito triste [ser preso]. É uma tristeza só e eu não recomendo nem para inimigo quanto mais para amigo. Não quero que passem por isso".

Gilmar Fabris passou por um episódio semelhante após ser preso na 12ª fase da Operação Ararath, deflagrada pela Polícia Federal em 14 de setembro de 2017, e solto por determinação dos próprios deputados.

A votação dos deputados que mantém Fabris solto é alvo de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF). A votação está suspensa e por enquanto, o placar é de 5 votos contra a concessão deste poder aos Parlamentos e 4 a favor. A Corte emitiu uma decisão prévia, já que o julgamento não foi concluso. Faltam as manifestações de 2 ministros que estavam ausentes na ocasião.

Mauro Savi está preso preventivamente desde o dia 9 de maio. Ele é acusado de ser um dos líderes do esquema de propina de mais de R$ 30 milhões que era operado no Departamento Estadual de Trânsito por meio de contrato entre a atuarquia e a empresa EIG Mercados. De acordo com as investigações do Ministério Público Estadual (MPE), Savi chegou a cobrar R$ 1 milhão da EIG para por fim na cobrança de propina. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 17 de agosto de 2018

18:57 - Raquel Dodge dá parecer contrário à soltura de irmãos Taques e Savi

Quarta, 15 de agosto de 2018

09:05 - STF espera por parecer para decidir sobre liberdade de Paulo Taques e Savi

Segunda, 13 de agosto de 2018

14:41 - TJ marca sessão para julgar Savi e Paulo Taques na Bereré

Sexta, 10 de agosto de 2018

11:31 - Juiz mantém intervenção em contrato da EIG Mercados com Detran

10:10 - Raquel Dodge pede que ministro mande Kobori de volta para a cadeia

07:10 - Pré-candidatura de Savi não foi suficiente para tirá-lo da prisão

Terça, 07 de agosto de 2018

18:15 - Ministra do STJ nega novo pedido e mantém prisão de Savi

Sexta, 03 de agosto de 2018

18:03 - DEM rejeita registro de candidatura de Mauro Savi preso há 3 meses

Quarta, 01 de agosto de 2018

09:50 - Ministro nega liberdade a Mauro Savi, que pede reconsideração

Terça, 31 de julho de 2018

15:58 - Dodge corrige parecer, isenta 3 deputados e defende prisão de Savi


// leia também

Segunda, 20 de agosto de 2018

19:22 - Taques lembra que recuperou R$ 1 bilhão da corrupção na sua gestão

16:25 - MPE questiona 38 candidaturas; Ex-BBB e suplente de deputado são alvos

14:24 - Candidatura do deputado Max Russi é impugnada pelo Ministério Público

14:01 - Jayme doa R$ 500 mil para própria campanha e Caldas recebe R$ 13,5 mil

13:12 - Coligação de Taques tenta impedir Pivetta de ser vice de Mauro

12:35 - Veja como foi a entrevista de Mauro Mendes no Jornal do Meio Dia

10:10 - Mendes critica Fagundes por tentar 'abandonar' o Senado no meio do mandato

09:42 - Mauro Mauro Mendes espera contribuição dos Poderes

07:18 - Entrevistas com candidatos começam hoje no Grupo Gazeta

Domingo, 19 de agosto de 2018

11:08 - Mendes promete que vai pagar salários dos servidores públicos todo dia 30


 veja mais
GDEnem

Cuiabá, Segunda, 20/08/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 20/08/2018
96849b9a8773fb1eb28c450d5250fcb2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O VLT quase não aparece nos planos de governo dos candidatos




Logo_classifacil









Loja Virtual