Prefeitura de Cuiabá estoura limite da Lei de Responsabilidade Fiscal | Gazeta Digital

Sexta, 02 de fevereiro de 2018, 10h52

folha de pagamento

Prefeitura de Cuiabá estoura limite da Lei de Responsabilidade Fiscal

Renan Marcel, especial para A Gazeta


João Vieira

Relatório das despesas da Prefeitura de Cuiabá com a folha de pagamento dos servidores municipais revela que, no primeiro ano da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o município estourou o limite prudencial de gastos com setor, imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Ao todo, R$ 972 milhões foram destinados ao pagamento de salários, o que corresponde a 53,78% da Receita Corrente Líquida (RCL).

Pela LRF, foram ultrapassados os limites de alerta, de 48,60%, e o prudencial, que é de 51,30%. A legislação estabelece ainda que o limite máximo a ser atingido com a despesa de pessoal deve corresponder a 54% da RCL. Ou seja, a Prefeitura quase atingiu esse último índice.

Os dados fazem parte do demonstrativo anual e foram publicados ontem no Diário Oficial de Contas. O documento, no entanto, traz uma outra versão dos gastos, com base no entendimento do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que, em 2016, retirou os valores do Imposto de Renda do cálculo da RCL, “por não representar receita ou despesas efetivas, mas mero registro contábil”. Na época, a “manobra” atendeu a uma consulta do governo de Mato Grosso e permitiu que o Executivo estadual pudesse voltar a cumprir o limite legal.

Na leitura do TCE, foram gastos 51,78% da RCL, o que afasta o limite máximo, mas se mantém acima do prudencial. Ocorre, porém, que o entendimento da Corte, proferido pelo conselheiro afastado Valter Albano, não é reconhecido pela Secretaria do Tesouro Nacional.

Segundo o secretário de Fazenda de Cuiabá, Antônio Possas de Carvalho, o caso é momentâneo e a normalidade fiscal pode ser obtida com o encerramento dos contratos temporários no início do ano, como acontece na área da Educação, por exemplo. Atualmente, a folha mensal do Município é de R$ 56 milhões.

Mesmo com a previsão de aumento na arrecadação, Pinheiro reeditou um decreto de contingenciamento feito no ano passado para cortar despesas consideradas desnecessárias. Durante os quatro meses de vigência, ficará proibido o pagamento de indenização de licença-premio aos servidores.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 21 de maio de 2018

18:46 - Prefeitura de Cuiabá paga reajuste de 1,69% aos servidores

17:59 - Prefeito de Cuiabá concede RGA aos servidores

Sexta, 18 de maio de 2018

13:35 - Emanuel diz que denúncia sobre publicidade para irmão é 'desespero'

Segunda, 14 de maio de 2018

15:49 - MP investiga gastos com comunicação após vídeos de prefeito com dinheiro no paletó

Sábado, 05 de maio de 2018

13:15 - Após críticas, itinerário do BusTur será reformulado junto com trade turístico

Quarta, 02 de maio de 2018

13:10 - Emanuel Pinheiro diz que gestão continua blindada após pedido de afastamento

Quarta, 25 de abril de 2018

16:42 - Itinerário do BusTur é uma vergonha e Procon deve ser acionado, critica guia

Segunda, 23 de abril de 2018

14:49 - Emanuel anuncia ex-secretário de Silval na Procuradoria-Geral de Cuiabá

Sexta, 20 de abril de 2018

20:27 - City Tour por Cuiabá tem locais 'surpreendentes'

Sexta, 06 de abril de 2018

07:00 - Munhoz e Mariano, Luan Santana e Só Pra Contrariar agitam Cuiabá


// leia também

Sábado, 26 de maio de 2018

12:45 - Igrejas e demais templos religiosos são proibidos de fazer propaganda eleitoral

11:52 - Diretor de hospital faz alerta sobre situação dos filantrópicos a Carlos Fávaro

Sexta, 25 de maio de 2018

16:50 - Estado nega superfaturamento em licitação milionária para trocar pontes

16:50 - Pedro Taques nega reduzir ICMS do diesel sem contraproposta de Temer

14:06 - Órgãos públicos suspendem expediente por falta de combustível

13:16 - Prefeitura de Cuiabá suspende expediente na tarde desta sexta-feira

13:10 - Taques e mais 6 governadores fazem carta para 'pressionar' Temer sobre greve

Quinta, 24 de maio de 2018

16:40 - Oscar Bezerra abandonda CPI do Ministério Público por causa de 'boicote'

13:05 - Deputados não querem votar as contas de governo de Pedro Taques

Terça, 22 de maio de 2018

18:17 - Câmara cassa vereador acusado por sexo com menor e dinheiro falso


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 26/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 26/05/2018
Ea13e1b35911b70cafc047d78e906f1b anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Projeto de Lei reconhece o funk como manifestação cultural popular




Logo_classifacil









Loja Virtual