Prefeitura de Cuiabá estoura limite da Lei de Responsabilidade Fiscal | Gazeta Digital

Sexta, 02 de fevereiro de 2018, 10h52

folha de pagamento

Prefeitura de Cuiabá estoura limite da Lei de Responsabilidade Fiscal

Renan Marcel, especial para A Gazeta


João Vieira

Relatório das despesas da Prefeitura de Cuiabá com a folha de pagamento dos servidores municipais revela que, no primeiro ano da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o município estourou o limite prudencial de gastos com setor, imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Ao todo, R$ 972 milhões foram destinados ao pagamento de salários, o que corresponde a 53,78% da Receita Corrente Líquida (RCL).

Pela LRF, foram ultrapassados os limites de alerta, de 48,60%, e o prudencial, que é de 51,30%. A legislação estabelece ainda que o limite máximo a ser atingido com a despesa de pessoal deve corresponder a 54% da RCL. Ou seja, a Prefeitura quase atingiu esse último índice.

Os dados fazem parte do demonstrativo anual e foram publicados ontem no Diário Oficial de Contas. O documento, no entanto, traz uma outra versão dos gastos, com base no entendimento do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que, em 2016, retirou os valores do Imposto de Renda do cálculo da RCL, “por não representar receita ou despesas efetivas, mas mero registro contábil”. Na época, a “manobra” atendeu a uma consulta do governo de Mato Grosso e permitiu que o Executivo estadual pudesse voltar a cumprir o limite legal.

Na leitura do TCE, foram gastos 51,78% da RCL, o que afasta o limite máximo, mas se mantém acima do prudencial. Ocorre, porém, que o entendimento da Corte, proferido pelo conselheiro afastado Valter Albano, não é reconhecido pela Secretaria do Tesouro Nacional.

Segundo o secretário de Fazenda de Cuiabá, Antônio Possas de Carvalho, o caso é momentâneo e a normalidade fiscal pode ser obtida com o encerramento dos contratos temporários no início do ano, como acontece na área da Educação, por exemplo. Atualmente, a folha mensal do Município é de R$ 56 milhões.

Mesmo com a previsão de aumento na arrecadação, Pinheiro reeditou um decreto de contingenciamento feito no ano passado para cortar despesas consideradas desnecessárias. Durante os quatro meses de vigência, ficará proibido o pagamento de indenização de licença-premio aos servidores.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 01 de agosto de 2018

10:54 - TCE notifica secretário de Saúde a explicar sobre licitação de R$ 14 milhões

Segunda, 16 de julho de 2018

17:27 - Prefeito assume Saúde para dar 'choque de gestão' e nomeia adjunto

12:41 - Emanuel Pinheiro anuncia Júnior Leite na Secretaria de Comunicação

Terça, 03 de julho de 2018

08:50 - Ponte no Coxipó é interditada pela prefeitura para reparos - veja vídeo

Domingo, 01 de julho de 2018

09:05 - Ministério Público investiga descarte irregular de lixo no Pronto-Socorro

Sábado, 30 de junho de 2018

14:25 - Crianças do Bom de Bola participam de ação de patriotismo em Cuiabá

11:20 - Prefeitura suspende edital de R$ 14 milhões com suspeita de direcionamento

Sexta, 29 de junho de 2018

14:06 - TCE anula seletivo e manda Prefeitura fazer concurso; taxa de inscrição será devolvida

08:59 - Emanuel Pinheiro anuncia novos secretários de Saúde e de Inovação e Comunicação

Quinta, 28 de junho de 2018

18:33 - Prefeitura realiza processo seletivo para 3.785 vagas na área de Educação


// leia também

Sexta, 17 de agosto de 2018

18:31 - Pecival Muniz declara apoio a Jayme Campos para o Senado

16:15 - Fagundes promete não ficar 'preso' no Palácio se for eleito governador

15:20 - Rui Prado rebate Fávaro e lembra que papel de vice é de ajudar o governo

13:03 - Tenente-coronel manda recado a Mauro Mendes por criticar escala de policiais - veja vídeo

07:26 - Burocracia reduz campanha em circulação

07:15 - Estado faz contraproposta ao projeto de reajuste do FEX

Quinta, 16 de agosto de 2018

19:23 - Deputado Baiano Filho desiste de reeleição e deve apoiar Mendes ao governo

17:29 - Mauro Mendes é gravado criticando escala de PMs e depois fala em fake news - ouça áudios

16:57 - Jayme aponta vantagem de Mauro Mendes em relação a adversários

14:14 - Câmara de Cuiabá institui sessão única durante período eleitoral


 veja mais
GDEnem

Cuiabá, Sábado, 18/08/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 18/08/2018
A44715be9e92a2b47e0133742ab836d2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Qual sua opinião sobre a troca de acusações entre os candidatos?




Logo_classifacil









Loja Virtual