Comissão de Ética decide se investiga deputados delatados por Silval | Gazeta Digital

Quarta, 29 de novembro de 2017, 11h53

na próxima semana

Comissão de Ética decide se investiga deputados delatados por Silval

Janaiara Soares, repórter do GD


Marcos Lopes/AL

Saturnino Masson é o corregedor da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de Mato Grosso

O deputado estadual Saturnino Masson (PSDB) que é corregedor da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de Mato Grosso afirmou que até a próxima semana deve apresentar um posicionamento sobre o pedido de investigação contra os deputados que foram delatados pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

De acordo com informações obtidas pela reportagem, o pedido feito pelo Movimento Organizado pela Moralidade Pública e Cidadania (ONG Moral) pode não ser aceito, tendo em vista que o pedido tem que ser feito por uma pessoa física e não instituição.

"Estamos avaliando e estudando o pedido. Ainda não sabemos se vai ser aceito e a procuradoria da Casa está fazendo a análise da legalidade desse requerimento", disse Masson.

Na operação, deflagrada em setembro, após a delação premiada do ex-governador a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão nos gabinetes de 8 deputados delatados por Silval sob acusação de recebimento de propina durante sua gestão. Foram levados computadores e documentos dos gabinetes da Assembleia Legislativa. Barbosa citou 15 dos 24 atuais parlamentares.

Os deputados Pedro Satélite (PSDB), Sebastião Rezende (PSC), Mauro Savi (PSB), Gilmar Fabris (PSD), Romoaldo Junior (PMDB), Guilherme Maluf (PSDB), Baiano Filho (PSDB), Dilmar Dal’Bosco (DEM) e José Domingos Fraga (PSD) aparecem na lista dos beneficiados com a propina que era destinada para não investigar a atuação do governador. O deputado estadual Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD) é acusado de negociar propina para conseguir a concessão da rodovia estadual MT- 130 que hoje é pedagiada.

Os deputados Wagner Ramos (PSD), Silvano Amaral (PMDB) e Oscar Bezerra (PSB) são citados cobrando propina para aprovar as contas do último ano de gestão de Silval e também de pedir dinheiro para não envolver o ex-governador na investigação feita pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa. Daltinho (SD) aparece como chantagista na delação.

De acordo com a declaração, o parlamentar que era suplente na época, teria gravado os colegas falando sobre o recebimento do mensalinho e depois coagido os outros deputados para que ele permanecesse no cargo. Botelho por sua vez é acusado de receber vantagem indevida paga pela empresa FDL, que prestava serviços de gravames de veí- culos ao Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT).

A Comissão deve investigar principalmente os deputados que foram alvos da Operação e tiveram suas propriedades e gabinetes vistoriados. Mas o presidente da Comissão, deputado Leonardo Albuquerque (PSD) disse que o pedido tem como alvo os 15 parlamentares que tem mandato nesta legislatura.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 24 de abril de 2018

00:15 - MP denuncia 7 políticos flagrados em vídeos de Silval recebendo maços de dinheiro

Segunda, 16 de abril de 2018

18:54 - Conselheiro afastado do TCE alega viver 'um inferno'

Segunda, 09 de abril de 2018

07:47 - STF autoriza novas diligências em inquérito da delação de Silval

Terça, 03 de abril de 2018

15:26 - Supremo mantém suspenso processo de aposentadoria de Antonio Joaquim

08:23 - Novelli tenta reverter decisão contra retorno ao TCE

Quarta, 28 de março de 2018

12:36 - Não sou corrupto e nem ladrão, reage Antônio Joaquim contra Dodge

Terça, 27 de março de 2018

11:15 - Sem pressa, Dodge sugere que Antonio Joaquim se demita para ser candidato

Quinta, 22 de março de 2018

11:28 - Valter Albano se diz humilhado e pede retorno ao TCE

07:20 - Delatado, Novelli vê excessos no STF e afirma que MPE arquivou investigações

Quarta, 21 de março de 2018

07:30 - Fux vê dificuldade em identificar envolvidos e estende inquérito contra Maggi e prefeito


// leia também

Segunda, 23 de abril de 2018

17:55 - Cidinho Santos quer substituir prisão preventiva por frequência escolar

17:24 - Taques diz que para decidir se vai se candidatar à reeleição 'só falta decisão'

16:22 - Partido Novo pretende lançar 16 candidatos a deputado federal e senador

14:49 - Emanuel anuncia ex-secretário de Silval na Procuradoria-Geral de Cuiabá

12:05 - Sachetti diz que trabalhará candidatura de oposição ao governo Taques

Domingo, 22 de abril de 2018

08:58 - 'Vamos votar para tirar políticos indesejáveis do Estado', propõe Zeca Viana

Sábado, 21 de abril de 2018

20:36 - Pivetta dispara contra Taques e o chama de 'vagabundo, mentiroso e mau caráter' - ouça

16:23 - Governo 'esquece' convênio e reabertura da Salgadeira é adiada outra vez

08:00 - Estado deve R$ 100 milhões à Assembleia de duodécimo atrasado

Sexta, 20 de abril de 2018

16:25 - Procuradoria emite 2 pareceres contraditórios sobre vereador presidir Intermat


 veja mais
Cuiabá, Terça, 24/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 24/04/2018
F07df325ee82be3e6dacdf41b9f307dc anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Brasil deveria fechar a fronteira com a Venezuela?




Logo_classifacil









Loja Virtual