Guilherme Maluf nega envolvimento em corrupção na Seduc | Gazeta Digital

Quarta, 11 de outubro de 2017, 15h00

operação rêmora

Guilherme Maluf nega envolvimento em corrupção na Seduc

Celly Silva, repórter do GD


O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) disse que recebeu com estranheza a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) contra ele, referente ao esquema de corrupção na Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) desmantelado com a operação Rêmora, no ano passado e que originou duas ações penais que tramitam na 7ª Vara Criminal contra empresários e ex-servidores da pasta, incluindo o ex-secretário Permínio Pinto (PSDB).

Por meio de nota, Maluf negou qualquer envolvimento com as fraudes em licitações de obras de construção e reformas e cobrança de propina dos empreiteiros que quisessem participar dos certames. Segundo ele, durante toda a investigação, realizada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), forneceu informações, prestou esclarecimentos e nenhuma prova foi apresentada contra ele. 

Leia também - MPE denuncia Guilherme Maluf como líder no esquema de propina na Seduc

Marcus Vaillant

Deputado Guilherme Maluf

Maluf aponta ainda para uma tentativa de intimidação dos acusados e argumentos falsos utilizados por um dos réus para poder sair da cadeia. Conforme o Gazeta Digital já divulgou ao longo do processo, os empresários Giovani Guizardi, dono da Dínamo construtora e da Guizardi Júnior Engenharia, e Alan Malouf, dono do Buffet Leila Malouf, apontaram participação de Guilherme Maluf no esquema, como um dos maiores beneficiários da propina recebida dos empreiteiros. “O deputado contesta com veemência a tese de ‘embaraçamento’ da investigação ou tentativa de intimidação de qualquer dos acusados, argumento falso utilizado por um deles para sair da cadeia”, diz trecho da nota. Por fim, o parlamentar afirma que confia na Justiça e que comprovará sua inocência.

A denúncia

Por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), o MPE ofereceu denúncia contra Guilherme Maluf nesta terça-feira (11) pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva supostamente cometida 20 vezes e obstrução de Justiça, em um desdobramento da operação Rêmora.

Conforme a denúncia, o parlamentar dividiu a liderança do esquema com Alan Malouf, se aproveitando de sua influência política para indicar os réus Wander Luiz dos Reis e Moisés Dias da Silva para cargo estratégico na Seduc.

Segundo o Ministério Público, as investigações demonstram que Permínio Pinto Filho, Alan Maluf e Guilherme Maluf se mantinham “nas sombras”, comandando e agindo por pessoas interpostas que se encontravam nas demais camadas da organização.

Confira a nota na íntegra:

O deputado estadual Guilherme Maluf disse, através de sua assessoria, que recebeu com estranheza a denúncia do MPE, já que durante toda a investigação não foi apresentada nenhuma prova contra ele.

O deputado contesta com veemência a tese de ‘embaraçamento’ da investigação ou tentativa de intimidação de qualquer dos acusados, argumento falso utilizado por um deles para sair da cadeia.

Ele assegura que forneceu ao MPE todas as informações solicitadas e continua à disposição para qualquer esclarecimento.

O deputado Guilherme Maluf reafirma que não tem envolvimento com qualquer possível irregularidade ocorrida na secretaria de Educação e que confia na justiça, onde comprovará sua inocência. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 20 de outubro de 2017

15:56 - Juíza nega prazo e diz que defesas tentam atrasar sentença

Quarta, 11 de outubro de 2017

11:24 - MPE denuncia Guilherme Maluf como líder do esquema de propina na Seduc

09:53 - Juíza não envia processo ao Superior Tribunal de Justiça

Quarta, 04 de outubro de 2017

19:30 - MP processa Permínio por atrasar investigações

Sexta, 22 de setembro de 2017

08:35 - Alan Malouf pede perdão judicial em ação por fraudes na Seduc

Terça, 19 de setembro de 2017

08:20 - Juíza vê protelação de defesa e manda Alan Malouf trocar de advogado

Terça, 12 de setembro de 2017

18:43 - MPE quer 500 anos de prisão para ex-secretário Permínio e mais 6 réus

15:32 - Réus por fraudes na Seduc são investigados por improbidade

Segunda, 21 de agosto de 2017

20:09 - MPE pede que PGR investigue Pedro Taques e Nilson Leitão

Segunda, 17 de julho de 2017

14:55 - Juíza aponta bipolaridade de delator e não devolve pistola


// leia também

Domingo, 22 de outubro de 2017

10:20 - Antonio Joaquim sinaliza explorar escândalos da gestão Taques

09:20 - PSB retira Fábio Garcia da CCJ na Câmara para não votar a favor de Temer

Sábado, 21 de outubro de 2017

12:42 - Promotoria questiona negócio entre irmã de Gilmar Mendes e governo de MT

09:30 - Prefeito contesta ONG que denunciou R$ 700 mi de contratos sem licitação

08:00 - Câmara de Cuiabá aprova lei para arquivar multas de trânsito

Sexta, 20 de outubro de 2017

19:16 - Cabo diz que encontro com Paulo Taques foi para selar acordo financeiro - veja vídeo

16:22 - Antonio Joaquim anuncia pré-candidatura e detona gestão Taques

15:17 - Delegada suspeita de venda de conversas grampeadas

10:47 - Antonio Joaquim ingressa no PTB e assume presidência do partido

09:42 - Delegada rebate críticas do MPE e defende legalidade de depoimento


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 22/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 22/10/2017
D3e2a447985aa5e9b6e52041918b0ea4 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Deputados tentam reunião com presidente do STF para ajudar Gilmar Fabris, que está preso




Logo_classifacil









Loja Virtual