MPE denuncia Guilherme Maluf como líder do esquema de propina na Seduc | Gazeta Digital

Quarta, 11 de outubro de 2017, 11h24

DESDOBRAMENTO DA RÊMORA

MPE denuncia Guilherme Maluf como líder do esquema de propina na Seduc

Clênia Goreth, repórter MP/MT


Marcos Lopes

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), ofereceu nesta terça-feira (11) denúncia contra o deputado estadual Guilherme Antônio Maluf (PSDB) por organização criminosa, corrupção passiva (20 vezes) e embaraçamento da investigação. A denúncia criminal é desdobramento da Operação Rêmora, realizada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Consta na denúncia, que o deputado estadual teve a mesma participação de Alan Maluf na organização criminosa. Ele é acusado de integrar o núcleo de liderança da organização, sendo beneficiário direto de parcela da propina arrecadada, além de se valer das influências políticas proporcionadas pelo cargo eletivo para promover as articulações necessárias para o desenvolvimento dos esquemas criminosos voltados para solicitação e recebimento de propinas.

Conforme o MPE, o núcleo de liderança da organização tinha ainda a participação do ex-secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto Filho. Segundo o MPE, foi Alan Maluf que articulou junto ao ex-secretário de Educação a inserção de Giovani Belatto Guizaardi, pessoa de sua confiança com quem guarda parentesco, na condição de operador de cobrança e recebimento de vantagens ilícitas relacionadas a obras públicas da Seduc, garantindo assim o pleno controle sobre as atividades ilícitas do grupo delituoso.

“Foram as tratativas coordenadas de Alan Maluf e de Guilherme Maluf que garantiram a 'circusncrição' sobre o cargo de superintendente de Acompanhamento e Monitoramento da Estrutura Escolar – posto estratégico dentro da Seduc que garante o mecanismo de pressão sobre os empreiteiros para pagamento da propina, bem como de controle sobre tais pagamentos – em relação às nomeações tanto de Wander Luiz dos Reis quanto de Moises Dias da Silva”, diz a denúncia.

Sombra: Segundo o Ministério Público, as investigações demonstram que Permínio Pinto Filho, Alan Maluf e Guilherme Maluf se mantinham “nas sombras”, comandando e agindo por pessoas interpostas que se encontravam nas demais camadas da organização.

“As investigações demonstram que Giovani Belatto Guizardi é o “testa de ferro” dos aludidos servidores públicos, bem como de Alan Maluf e de Guilherme Maluf, é a pessoa quem faz o trabalho sujo a fim de ocultar a identidade dos verdadeiros solicitantes / recebedores da propina”, acrescentou.

Conforme o MPE, a organização era composta pelos núcleos de lideranças, agentes públicos, operações e de empresários. Todos os integrantes do grupo já foram denunciados e já respondem a ações penais.

Na denúncia oferecida nesta terça-feira pelo Naco, além do deputado Guilherme Maluf, também foi denunciado o seu segurança por embaraçamento de investigação, Milton Flávio de Brito Arruda. Segundo o MPE, após a deflagração da primeira fase da operação Rêmora, a fim de garantir que Giovani Belatto Guizardi não revelasse sua atuação aos investigadores, Guilherme Maluf buscou intimidá-lo, utilizando-se para tanto, o seu segurança que é agente penitenciário do Serviço de Operações Especiais e que, a época do fato, estava cedido à Assembleia Legislativa.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 20 de outubro de 2017

15:56 - Juíza nega prazo e diz que defesas tentam atrasar sentença

Quarta, 11 de outubro de 2017

15:00 - Guilherme Maluf nega envolvimento em corrupção na Seduc

09:53 - Juíza não envia processo ao Superior Tribunal de Justiça

Quarta, 04 de outubro de 2017

19:30 - MP processa Permínio por atrasar investigações

Sexta, 22 de setembro de 2017

08:35 - Alan Malouf pede perdão judicial em ação por fraudes na Seduc

Terça, 19 de setembro de 2017

08:20 - Juíza vê protelação de defesa e manda Alan Malouf trocar de advogado

Terça, 12 de setembro de 2017

18:43 - MPE quer 500 anos de prisão para ex-secretário Permínio e mais 6 réus

15:32 - Réus por fraudes na Seduc são investigados por improbidade

Segunda, 21 de agosto de 2017

20:09 - MPE pede que PGR investigue Pedro Taques e Nilson Leitão

Segunda, 17 de julho de 2017

14:55 - Juíza aponta bipolaridade de delator e não devolve pistola


// leia também

Domingo, 22 de outubro de 2017

10:20 - Antonio Joaquim sinaliza explorar escândalos da gestão Taques

09:20 - PSB retira Fábio Garcia da CCJ na Câmara para não votar a favor de Temer

Sábado, 21 de outubro de 2017

12:42 - Promotoria questiona negócio entre irmã de Gilmar Mendes e governo de MT

09:30 - Prefeito contesta ONG que denunciou R$ 700 mi de contratos sem licitação

08:00 - Câmara de Cuiabá aprova lei para arquivar multas de trânsito

Sexta, 20 de outubro de 2017

19:16 - Cabo diz que encontro com Paulo Taques foi para selar acordo financeiro - veja vídeo

16:22 - Antonio Joaquim anuncia pré-candidatura e detona gestão Taques

15:17 - Delegada suspeita de venda de conversas grampeadas

10:47 - Antonio Joaquim ingressa no PTB e assume presidência do partido

09:42 - Delegada rebate críticas do MPE e defende legalidade de depoimento


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 22/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 22/10/2017
D3e2a447985aa5e9b6e52041918b0ea4 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Deputados tentam reunião com presidente do STF para ajudar Gilmar Fabris, que está preso




Logo_classifacil









Loja Virtual