Taques aceita alterações em PEC e reduz para 5 anos tempo de regime fiscal | Gazeta Digital

Quarta, 04 de outubro de 2017, 10h31

POLÍTICA DE MT

Taques aceita alterações em PEC e reduz para 5 anos tempo de regime fiscal

Janaiara Soares, repórter do GD


João Vieira

Dilmar Dal Bosco, líder do governo na Assembleia explica sobre o que foi decidido em reunião

Os deputados estaduais da base governista se reuniram na manhã desta quarta-feira (4) com o novo chefe da Casa Civil, o deputado licenciado Max Russi (PSB), a equipe econômica e o governador Pedro Taques (PSDB). Realizado no Palácio Paiaguás, o encontro teve como objetivo discutir a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto de Gastos que já foi enviada para aprovação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

De acordo com o líder do governo no Legislativo Estadual, deputado estadual Dilmar Dal' Bosco (DEM), o governo aceitou duas alterações no projeto que garante a progressão salarial dos servidores públicos e diminui o tempo do regime fiscal no Estado, de 10 para 5 anos.

"Nós fizemos algumas solicitações ao governador e ele juntamente com o secretário da Casa Civil e a equipe econômica acataram a alteração do projeto para que o regime seja apenas durante 5 anos e não 10 como no projeto inicial. Além disso, nós garantimos também que os servidores recebam os reajustes de direito", disse o democrata.

O presidente da Comissão Especial que acompanha a tramitação do projeto dentro da Casa de Leis, deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), afirmou que o cronograma está mantido, mas a 1ª votação do projeto só deve acontecer na próxima semana. Ele explicou que para fazer a apreciação do projeto a pauta de votações deve estar limpa e os parlamentares devem votar alguns vetos esta semana.

"Foi discutido a PEC do teto e nós pedimos algumas alterações que foi acatada pelo governo e outras que também não foram. Após pedido do fórum sindical, o presidente da Assembleia resolveu conversar com o governo sobre a situação dos servidores estaduais e nós conseguimos garantir que eles possam receber os reajustes garantidos por lei. Nós mantemos o cronograma de rotação queremos voltar até o dia 18 mas a primeira votação não deve acontecer essa semana porque a pauta da casa está cheia de vetos para serem apreciados", disse Maluf.

O secretário estadual de Fazenda, Gustavo de Oliveira, afirmou que o Executivo esteve nesta terça-feira (3) com o Tesouro Nacional para apresentar as alterações e buscar entendimento para que consigam se alinhar à Lei Federal 156 que garante a repactuação da dívida dos estados com o governo federal.

"Mostramos ao Ministério da Fazenda como é difícil aprovar medidas tão duras em um período tão longo, eles concordaram com as medidas, que é o ganho real aos servidores e encurtar o período de vigência do regime. Se a PEC em 5 anos atender o que Lei federal pede, nós teremos todos os benefícios", disse o secretário.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 18 de outubro de 2017

18:55 - Oposição se reúne com chefe da Casa Civil para debater PEC do Teto

07:35 - TJ concede liminar ao grupo de oposição e adia votação da PEC do Teto

Terça, 17 de outubro de 2017

19:52 - Oposição vai à Justiça para ganhar mais tempo na AL

19:30 - AL limpa pauta e começa votar PEC do Teto

Segunda, 16 de outubro de 2017

16:00 - Sem a PEC vamos atrasar salários, não vamos ter dinheiro, diz Taques

08:39 - Deputado é contra emendas à PEC e defende 10 anos do regime fiscal

Quinta, 12 de outubro de 2017

09:05 - PEC do Teto está pronta para ser votada com 9 emendas modificativas

Quarta, 11 de outubro de 2017

11:30 - Servidores protestam na Assembleia contra PEC do Teto de Gastos

Domingo, 08 de outubro de 2017

08:30 - PEC do Teto de Gastos segue para votação na próxima semana

Quinta, 05 de outubro de 2017

09:10 - PEC está pronta para ser votada e deputados tentam limpar pauta


// leia também

Domingo, 22 de outubro de 2017

10:20 - Antonio Joaquim sinaliza explorar escândalos da gestão Taques

09:20 - PSB retira Fábio Garcia da CCJ na Câmara para não votar a favor de Temer

Sábado, 21 de outubro de 2017

12:42 - Promotoria questiona negócio entre irmã de Gilmar Mendes e governo de MT

09:30 - Prefeito contesta ONG que denunciou R$ 700 mi de contratos sem licitação

08:00 - Câmara de Cuiabá aprova lei para arquivar multas de trânsito

Sexta, 20 de outubro de 2017

19:16 - Cabo diz que encontro com Paulo Taques foi para selar acordo financeiro - veja vídeo

16:22 - Antonio Joaquim anuncia pré-candidatura e detona gestão Taques

15:17 - Delegada suspeita de venda de conversas grampeadas

10:47 - Antonio Joaquim ingressa no PTB e assume presidência do partido

09:42 - Delegada rebate críticas do MPE e defende legalidade de depoimento


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 22/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 22/10/2017
D3e2a447985aa5e9b6e52041918b0ea4 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Deputados tentam reunião com presidente do STF para ajudar Gilmar Fabris, que está preso




Logo_classifacil









Loja Virtual