Secretaria de Fazenda de MT comprou aparelho de grampo telefônico | Gazeta Digital

Quinta, 18 de maio de 2017, 00h15

política de MT

Secretaria de Fazenda de MT comprou aparelho de grampo telefônico

Gláucio Nogueira, repórter de A Gazeta


A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) adquiriu, em 2010, a licença para a operação, por 12 meses, do Sistema Guardião, utilizado para o armazenamento e o monitoramento de interceptações telefônicas. O acordo foi registrado no contrato 035/2010, assinado pelo então secretário Edmilson José dos Santos e por representantes da Dígitro Tecnologia, empresa responsável pela comercialização e instalação do sistema, utilizado por diversos órgãos de investigação do Brasil.

João Vieira

Contrato é claro na referência ao sistema Guardião

Pelos 12 meses de implantação do sistema, a Sefaz gastou R$ 43 mil, recursos que saíram do Fundo de Gestão Fazendária (Fungefaz), conforme análise dos empenhos realizados em favor da empresa por meio do sistema Fiplan. Por este montante, foram adquiridos cinco fones auriculares duplos, cinco licenças de posição de “agente-express”, além da instalação do sistema e testes funcionais.

O contrato é claro em sua cláusula primeira, quando aponta o objeto do acordo. “Contratação de serviço de licenciamento, instalação e suporte na solução do Software Guardião, fornecido por empresa especializada, por um período de 12 (doze) meses”.

Aprofundando a pesquisa no Fiplan até o ano de 2009, esta foi a única vez em que a Dígitro foi paga com recursos que não da Secretaria de Estado de Segurança Pùblica (Sesp) ou da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ). Os dois órgãos possuem legitimidade para adquirir e operar o sistema, que de acordo com a própria empresa, só pode ser comercializado “às autoridades com poder de polícia, de acordo com a Lei 9296.96”.

Ainda segundo a Dígitro, o Guardião dispõe de diversas funcionalidades que facilitam o processo de investigação.Os dados interceptados pelas operadoras de telefonia e pelos provedores de acesso à internet são armazenados pelo sistema, possibilitando o cruzamento de informações para a elaboração de relatórios de inteligência. “É importante destacar que o Guardião não realiza interceptações, já que apenas recebe e armazena dados e gravações. Essa solução só pode ser instalada nos servidores de agentes públicos com poder de investigação e aptos a operá-la”.

O contrato de aquisição do sistema celebrado pela Sefaz não significa que a pasta tenha operado o Guardião, uma vez que não deixa claro onde o sistema foi instalado. Por meio de nota, a Sefaz confirmou a contratação da empresa Dígitro para o fornecimento do sistema Guardião. “Conforme consta no Termo de Referência, que faz parte do processo de contratação, o sistema foi adquirido e repassado à Delegacia Fazendária (Defaz), órgão vinculado à Secretaria de Segurança Pública, como forma de cooperação, já que a delegacia investiga crimes contra a ordem tributária”, explicou a pasta no documento.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 21 de setembro de 2017

16:51 - Em defesa de Perri, Amam pede para Taques ficar no seu 'quadrado'

16:34 - No Facebook, delegado minimiza vaias de colegas

15:58 - Delegado Stringueta ressurge na grampolândia

15:51 - Ministro mantém prisão do coronel Zaqueu e a classifica como 'necessária'

13:19 - Decisão de Perri evidencia tensão entre poderes

08:20 - Curvo diz que não há animosidade com Tribunal de Justiça

Quarta, 20 de setembro de 2017

20:13 - Taques detona Orlando Perri e vai acioná-lo no CNJ por afastar secretário

18:15 - Delegado sindicalista diz que Perri comete excesso com busca na Sesp e tornozeleira

17:35 - Staff de Taques sofre mais uma baixa após grampos

16:42 - Afastado do cargo pela Justiça, Rogers Jarbas alega desconhecer acusação


// leia também

Quinta, 21 de setembro de 2017

20:20 - Ex-chefe de gabinete de Silval diz que omitiu crimes em delação

15:20 - Botelho marca posse de Meraldo Sá na vaga de Fabris

11:34 - TCE mantém suspensão de aumento de repasse à Câmara

11:30 - Discurso de Trump é som de cachorro latindo, diz ministro da Coreia do Norte

10:15 - Deputados pretendem tirar o colega Gilmar Fabris da cadeia

08:41 - TCE quer saber se houve má-fé em compra superfaturada de maquinários

Quarta, 20 de setembro de 2017

14:22 - TJ afasta secretário Rogers Jarbas e impõe uso de tornozeleira

11:00 - Assembleia convoca deputados para avaliar 'estragos' após devassa da PF

10:30 - Presidente da AL exclui da Comissão de Ética deputados delatados por Silval

Terça, 19 de setembro de 2017

19:19 - Botelho aguarda ministro dizer se AL pode analisar prisão de Fabris


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 22/09/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 22/09/2017
E92cf67fcd8c519c4958954f838c8798 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Muitos que aparecem nos vídeos das delações ainda não deram explicações à sociedade




Logo_classifacil









Loja Virtual