Secretaria de Fazenda de MT comprou aparelho de grampo telefônico | Gazeta Digital

Quinta, 18 de maio de 2017, 00h15

política de MT

Secretaria de Fazenda de MT comprou aparelho de grampo telefônico

Gláucio Nogueira, repórter de A Gazeta


A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) adquiriu, em 2010, a licença para a operação, por 12 meses, do Sistema Guardião, utilizado para o armazenamento e o monitoramento de interceptações telefônicas. O acordo foi registrado no contrato 035/2010, assinado pelo então secretário Edmilson José dos Santos e por representantes da Dígitro Tecnologia, empresa responsável pela comercialização e instalação do sistema, utilizado por diversos órgãos de investigação do Brasil.

João Vieira

Contrato é claro na referência ao sistema Guardião

Pelos 12 meses de implantação do sistema, a Sefaz gastou R$ 43 mil, recursos que saíram do Fundo de Gestão Fazendária (Fungefaz), conforme análise dos empenhos realizados em favor da empresa por meio do sistema Fiplan. Por este montante, foram adquiridos cinco fones auriculares duplos, cinco licenças de posição de “agente-express”, além da instalação do sistema e testes funcionais.

O contrato é claro em sua cláusula primeira, quando aponta o objeto do acordo. “Contratação de serviço de licenciamento, instalação e suporte na solução do Software Guardião, fornecido por empresa especializada, por um período de 12 (doze) meses”.

Aprofundando a pesquisa no Fiplan até o ano de 2009, esta foi a única vez em que a Dígitro foi paga com recursos que não da Secretaria de Estado de Segurança Pùblica (Sesp) ou da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ). Os dois órgãos possuem legitimidade para adquirir e operar o sistema, que de acordo com a própria empresa, só pode ser comercializado “às autoridades com poder de polícia, de acordo com a Lei 9296.96”.

Ainda segundo a Dígitro, o Guardião dispõe de diversas funcionalidades que facilitam o processo de investigação.Os dados interceptados pelas operadoras de telefonia e pelos provedores de acesso à internet são armazenados pelo sistema, possibilitando o cruzamento de informações para a elaboração de relatórios de inteligência. “É importante destacar que o Guardião não realiza interceptações, já que apenas recebe e armazena dados e gravações. Essa solução só pode ser instalada nos servidores de agentes públicos com poder de investigação e aptos a operá-la”.

O contrato de aquisição do sistema celebrado pela Sefaz não significa que a pasta tenha operado o Guardião, uma vez que não deixa claro onde o sistema foi instalado. Por meio de nota, a Sefaz confirmou a contratação da empresa Dígitro para o fornecimento do sistema Guardião. “Conforme consta no Termo de Referência, que faz parte do processo de contratação, o sistema foi adquirido e repassado à Delegacia Fazendária (Defaz), órgão vinculado à Secretaria de Segurança Pública, como forma de cooperação, já que a delegacia investiga crimes contra a ordem tributária”, explicou a pasta no documento.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 20 de fevereiro de 2018

11:05 - Estado quer trocar dívida de banco americano com Banco Mundial

08:44 - Sargento chora e defende o cabo Gerson; 'Era um bom profissional' - fotos e vídeo

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

09:21 - Preso por grampos, cabo Gerson pede liberdade e aponta falta de isonomia

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

16:30 - Ministro do STJ permite que casal Lesco volte a manter contato

Quarta, 14 de fevereiro de 2018

10:19 - Juiz interroga mais testemunhas contra militares envolvidos com grampos

Segunda, 12 de fevereiro de 2018

17:27 - Justiça pede intervenção federal em MT; PGE diz que pagou dívida e pedido é incabível

Sexta, 09 de fevereiro de 2018

20:03 - MP quer manutenção de prisões de militares envolvidos na grampolândia

19:29 - Defesa contesta liberdade do coronel Zaqueu por 'ter mais crimes'

13:49 - Juízes mantém cabo Gerson preso; coronel Zaqueu ganha domiciliar

09:31 - Amigo de cabo da PM, contador foi interceptado por 'tabela' e teme retaliações


// leia também

Terça, 20 de fevereiro de 2018

17:45 - Botelho diz que sabia de fraude e admite que errou ao manter contrato no Detran

17:07 - Executiva do PDT indica Viana como pré-candidato; deputado torce por Mendes

15:48 - Savi diz que 'não tem medo do MP' e permanece à frente da CPI

11:36 - Vereador pede que depoimento de Sílvio em CPI seja enviado ao MPF

09:46 - Blairo Maggi deve recuar de disputa no Senado e deixar a política

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

15:07 - Taques diz que Botelho é amigo e merece defesa após operação Bereré

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

09:15 - Centrais sindicais protestam em Cuiabá por 'aposentadoria digna'

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

18:21 - Advogado de Emanuel alega omissão e contradição em depoimento de delator

15:46 - PTB faz apelo para Antonio Joaquim manter filiação e candidatura em MT

09:32 - Comparsa de Silval afirma que dinheiro recebido por Emanuel era propina - veja vídeo


 veja mais
Cuiabá, Terça, 20/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 20/02/2018
768bdb65035787436f1bc4ad07df1cf3 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Após 15 anos, Arcanjo deixa a prisão e vai cumprir regime semiaberto




Logo_classifacil









Loja Virtual