Juiz que autorizou grampos evita comentar o caso | Gazeta Digital

Terça, 16 de maio de 2017, 16h47

NADA A DECLARAR

Juiz que autorizou grampos evita comentar o caso

Welington Sabino, repórter do GD


Welington Sabino

Jorge Alexandre diz que cabe ao TJ e Amam se procunciarem sobre esquema de grampos

O juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, atualmente lotado na 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, não vai comentar sobre o caso envolvendo escutas telefônicas ilegais contra políticos, empresários, jornalistas e médicos que foi denunciado em rede nacional pelo Fantástico.

Apontado como o magistrado que autorizou as interceptações contra pessoas investigadas por tráfico de drogas e na lista foram inseridos números de pessoas que nada tinham a ver com a investigação principal, Jorge Alexandre disse que qualquer posicionamento ou comentário sobre o assunto será feito pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso ou pela Associação Mato-grossense de Magistrados (Amam).

“Não quero comentar porque o procedimento está em segredo de justiça”, disse o magistrado ao Gazeta Digital em referência ao procedimento sigiloso determinado pelo presidente do Tribunal de Justiça, Rui Ramos Ribeiro.

Na época da autorização das escutas, em 2014, Jorge Alexandre estava lotado na Comarca de Cáceres e teria atendido a um pedido feito pela Polícia Militar. Questionado sobre o teor da decisão ele também não quis se manifestar. “Como que vou lembrar se trabalho com um monte de processos”, argumentou.

A desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, corregedora-geral de Justiça do Estado, já solicitou informações dos juízes que atuam nas varas criminais de Mato Grosso e apreciaram pedidos de interceptação telefônica. Eles terão prazo de 5 dias para atender a determinação da magistrada que foi motivada por causa do escândalo de escutas ilegais denunciado pelo promotor de Justiça e ex-secretário de Segurança, Mauro Zaque.

Consta na denúncia que o governador Pedro Taques (PSDB) foi informado sobre as escurtas ilegais e nada teria feito para investigar os responsáveis. A deputada estadual Janaina Riva (PMDB), oposição ao governo de Taques foi uma das pessoas grampeadas e agora quer uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa para investigar o esquema de escutas clandestinas a fim de descobrir qual era a finalidade e a mando de quem.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Domingo, 21 de janeiro de 2018

10:32 - Desafio de Taques é reconstruir base e vencer eleição no 1º turno, diz Wilson

Sexta, 19 de janeiro de 2018

13:03 - Posse no staff de Pedro Taques é desprestigiada

10:41 - Pedro Taques diz que não há rixa com deputados

Quarta, 17 de janeiro de 2018

17:26 - Governador Taques busca liberação de R$ 100 milhões para a saúde

16:24 - Chineses anunciam investimentos de US$ 22 milhões em Mato Grosso

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:44 - Silval detona Taques e diz que fechou gestão com pagamentos em dia

Sábado, 13 de janeiro de 2018

09:15 - Novo sistema de transporte intermunicipal deverá incrementar turismo

Sexta, 12 de janeiro de 2018

13:20 - Taques rebate sindicalistas e afirma que honrou com reajuste dos servidores

07:30 - Taques veta projeto que obrigava prestação de contas sobre renúncias fiscais

Quinta, 11 de janeiro de 2018

11:01 - Estado publica edital de concessão de 533 km e terá leilão na bolsa


// leia também

Sábado, 20 de janeiro de 2018

15:30 - Presidente do TJ nega complacência com Taques

13:45 - Baracat e Jayme deixam secretariado de Várzea Grande

12:30 - Fávaro quer disputar governo e conversa com oposição, revela Fagundes

08:30 - Wilson nega indicação ao TCE e afirma que vai à reeleição

08:07 - Preso em casa, ex-governador Silval faz faculdade de Teologia - veja vídeo

Sexta, 19 de janeiro de 2018

16:20 - Marrafon diz que conversa com Percival sobre filiação no PPS

12:06 - Prefeito sanciona 13º de vereadores

11:03 - 'É preciso transparência', diz líder do governo sobre CPI do Fundeb e Fethab

10:10 - Wilson será investigado após áudio de Jajah sobre verba indenizatória

08:27 - Gallo assume Sefaz e prepara cronograma de pagamentos


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 22/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 22/01/2018
B4d605b0d0dc7c24992b546d8bbdc897 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Algum novato, de fora da política, pode surpreender nas eleições para presidente da República?




Logo_classifacil









Loja Virtual