Juiz que autorizou grampos evita comentar o caso | Gazeta Digital

Terça, 16 de maio de 2017, 16h47

NADA A DECLARAR

Juiz que autorizou grampos evita comentar o caso

Welington Sabino, repórter do GD


Welington Sabino

Jorge Alexandre diz que cabe ao TJ e Amam se procunciarem sobre esquema de grampos

O juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, atualmente lotado na 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, não vai comentar sobre o caso envolvendo escutas telefônicas ilegais contra políticos, empresários, jornalistas e médicos que foi denunciado em rede nacional pelo Fantástico.

Apontado como o magistrado que autorizou as interceptações contra pessoas investigadas por tráfico de drogas e na lista foram inseridos números de pessoas que nada tinham a ver com a investigação principal, Jorge Alexandre disse que qualquer posicionamento ou comentário sobre o assunto será feito pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso ou pela Associação Mato-grossense de Magistrados (Amam).

“Não quero comentar porque o procedimento está em segredo de justiça”, disse o magistrado ao Gazeta Digital em referência ao procedimento sigiloso determinado pelo presidente do Tribunal de Justiça, Rui Ramos Ribeiro.

Na época da autorização das escutas, em 2014, Jorge Alexandre estava lotado na Comarca de Cáceres e teria atendido a um pedido feito pela Polícia Militar. Questionado sobre o teor da decisão ele também não quis se manifestar. “Como que vou lembrar se trabalho com um monte de processos”, argumentou.

A desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, corregedora-geral de Justiça do Estado, já solicitou informações dos juízes que atuam nas varas criminais de Mato Grosso e apreciaram pedidos de interceptação telefônica. Eles terão prazo de 5 dias para atender a determinação da magistrada que foi motivada por causa do escândalo de escutas ilegais denunciado pelo promotor de Justiça e ex-secretário de Segurança, Mauro Zaque.

Consta na denúncia que o governador Pedro Taques (PSDB) foi informado sobre as escurtas ilegais e nada teria feito para investigar os responsáveis. A deputada estadual Janaina Riva (PMDB), oposição ao governo de Taques foi uma das pessoas grampeadas e agora quer uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa para investigar o esquema de escutas clandestinas a fim de descobrir qual era a finalidade e a mando de quem.



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 26 de maio de 2017

08:50 - Coronel Jorge Catarino é convocado para investigar PMs acusados de grampos ilegais

Quinta, 25 de maio de 2017

15:42 - Coronel se declara suspeito para investigar grampos

Quarta, 24 de maio de 2017

19:00 - Viana requer 'CPI dos Grampos' e cobra assinaturas

16:37 - Estado convoca coronel da reserva para investigar grampos

16:13 - Telefone do Gaeco também foi grampeado, denuncia MPE

13:22 - Janaina cita vaias a governador e pede renúncia de Taques

Terça, 23 de maio de 2017

18:15 - Coronel Zaqueu contatou juízes para obter escutas

17:37 - Policiais são suspeitos de 8 crimes com uso da máquina estatal

15:22 - Juiz estima que escutas ilegais chegam a 1 mil; coronel e cabo estão presos

Domingo, 21 de maio de 2017

10:47 - Esposa de coronel faz textão de defesa no Face


// leia também

Sábado, 27 de maio de 2017

14:33 - Ato com máscaras em Copacabana pede fim da corrupção e reforma política

11:59 - Governo de MT pagou em 3 dias R$ 67 milhões para a saúde

11:00 - Poderes dão sinal positivo para uso do Fethab na saúde

10:30 - Governo retirou recurso de salários para quitar repasse da saúde

09:49 - Propina na Arena Pantanal denunciada por Eder é investigada

Sexta, 26 de maio de 2017

19:15 - Prefeitura de VG paga salários dos servidores no próximo dia 30

16:55 - Galli diz que não tinha conhecimento de doação da JBS

15:55 - Deputado acusa médico e diz que vai denunciar ao MP

14:11 - Governo propõe RGA em 3 vezes e sindicalistas cogitam greve

Quinta, 25 de maio de 2017

20:08 - Maggi garante PP na base de Michel Temer e quer aprovação de reformas


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 27/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sábado, 27/05/2017
A15215da12928356f3b205355fe27350 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que o poder público deve fazer para acabar com áreas conhecidas como cracolândias nas cidades?



Logo_classifacil









Loja Virtual