Estimativa é MT reaver R$ 1 bilhão com delação de Silval | Gazeta Digital

Sexta, 21 de abril de 2017, 07h43

política de MT

Estimativa é MT reaver R$ 1 bilhão com delação de Silval

Gláucio Nogueira, repórter de A Gazeta


Pode chegar a R$ 1 bilhão o montante a ser devolvido aos cofres públicos por conta do iminente acordo de colaboração premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB). A estimativa é feita com base na quantidade de casos de corrupção que poderão ser descobertos e no número de pessoas delatadas pelo político, que, se condenadas, poderão ressarcir o Estado por conta dos desvios. Silval está preso desde setembro de 2015 no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) e, de acordo com fontes ligadas ao Ministério Público Estadual (MPE), estaria negociando o acordo.

Fablício Rodrigues

Acordo de colaboração premiada de Silval estaria dependendo de detalhes

A defesa do peemedebista nega qualquer tratativa neste sentido e o MPE não comenta o caso.De acordo com as mesmas fontes, há um impasse envolvendo o valor a ser devolvido por Silval aos cofres públicos. As cifras estariam, atualmente, na casa dos R$ 80 milhões, valor considerado baixo inicialmente. No entanto, o potencial da delação tem sido levado em consideração e, com isso, há a chance do aceite deste valor.
Até o momento, não há nada confirmado, nada sacramentado. “Isso está ainda sob avaliação. Pode haver um retrocesso, um aumento no valor a ser devolvido ou até mesmo a confirmação do acordo no patamar atual”, revelou uma das fontes.

Silval já teria apresentado provas que corroboram as informações prestadas por ele ao longo de mais de dois meses, em depoimentos prestados no MPE. Vídeos de encontros realizados no Palácio Paiaguás, entre os meses de fevereiro e novembro de 2014 estão no rol de provas apresentadas pelo político. Parte das informações, por conta do foro, deverão ser analisadas pelo Ministério Público Federal (MPF).

Além da devolução dos recursos e de revelar a participação de outros agentes públicos nos esquemas, Silval deverá confessar sua participação nos episódios. Assim, ele esperaria conseguir reverter as cinco prisões preventivas decretadas contra ele em uma prisão domiciliar.

O tempo encarcerado, com diversas decisões desfavoráveis na Justiça, nas mais diversas instâncias, teria pesado a favor do aceite de Silval em fazer a delação. Embora não tenha firmado o acordo e, por consequência, os termos não tenham sido levados para homologação da Justiça, há uma expectativa grande de que ele comece a colaborar já no próximo dia 16 de maio. Neste dia, ele será ouvido na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, em uma das ações derivadas da Operação Sodoma.

Enquanto isso, a defesa do ex-governador segue negando qualquer tratativa para uma eventual colaboração. “Silval Barbosa vem se defendendo de todas as imputações formuladas desde o início da Operação Sodoma, tendo orientado sua defesa técnica a continuar recorrendo as instâncias superiores na tentativa de demonstrar tanto a desnecessidade da custódia, seu prolongamento excessivo, quanto a nulidade dos atos processuais praticados no bojo da citada operação”, afirmam os advogados Valber Melo e Ulisses Rabaneda.

O MPE informou, por meio de sua assessoria, que o processo de colaboração possui natureza sigilosa e que, portanto, não pode e nem deve ser tratado publicamente, sob pena de prejudicar todo o trabalho desenvolvido.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 18 de agosto de 2017

19:33 - Supremo homologa delações de filho e ex-assessor de Silval

Quinta, 17 de agosto de 2017

20:10 - Juíza parte para tudo ou nada em ação da Sodoma

19:33 - Delação de Silval traz repórter da Globo a MT

17:40 - Após suspensão movida por Faiad, juíza estende medida a toda ação penal

Quarta, 16 de agosto de 2017

17:37 - Sakamoto suspende ação penal contra Francisco Faiad

10:13 - TJ extingue pedido de suspeição e juíza Selma vai julgar Marcel Cursi

Terça, 15 de agosto de 2017

08:50 - Bezerra quer ler a delação de Silval Barbosa

Segunda, 14 de agosto de 2017

18:09 - Ações da Operação Sodoma continuam com juíza Selma

14:41 - Ações penais sob Selma Arruda serão divididas com juiz Marcos Faleiros

Sábado, 12 de agosto de 2017

13:46 - Eder Moraes nega ter recebido R$ 6 milhões para inocentar Blairo e Silval


// leia também

Sábado, 19 de agosto de 2017

15:09 - Nos Estados Unidos, prefeito debate plano para parques

09:02 - Prioridade do PP é reeleição de Blairo Maggi

Sexta, 18 de agosto de 2017

15:42 - OAB quer 'devassa' em todo processo de interceptação telefônica

14:56 - Presidente da Caixa defende retomada do VLT em Cuiabá e VG

11:21 - 'Não sou prioridade no grupo de Taques', diz Medeiros

10:30 - Leitão é contra distritão e criação do fundo partidário

10:08 - Vereadores querem direito a 13º salário; TCE rejeita consulta

09:53 - PTB quer Antônio Joaquim para disputar o governo do Estado

Quinta, 17 de agosto de 2017

22:03 - Acordo evita fechamento de hospitais filantrópicos

15:30 - Prefeito em exercício pede ao ministro da Saúde aumento de repasse ao Pronto Socorro


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 19/08/2017
 

Sebrae

Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 19/08/2017
44700daf2f1bf6eec9a853777d174124 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Países como o Brasil estão a salvo de ataques terroristas?




Logo_classifacil









Loja Virtual