Vídeos são 'carta na manga' de Silval em acordo de delação com MP | Gazeta Digital

Quinta, 20 de abril de 2017, 07h16

política de MT

Vídeos são 'carta na manga' de Silval em acordo de delação com MP

Gláucio Nogueira, repórter de A Gazeta


Estaria em fase avançada a tratativa para um acordo de colaboração premiada firmado pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB). Fontes afirmam que ele já apresentou os anexos, que são os casos em que ele possivelmente poderia prestar informações, e boa parte deles já teria sido aprovada pelos procuradores e promotores que cuidam do caso.

A defesa do político, preso desde setembro de 2015 e réu em diversas ações por desvio de recursos públicos, reafirma que nao há nenhum acordo de colaboração em andamento.

João Vieira

Silval Barbosa já teria prestado diversos depoimentos

A reportagem apurou que o acordo de colaboração envolvendo Silval e as autoridades vem sendo tratado há algum tempo. Ele já teria prestado diversos depoimentos e apresentado os anexos. Entre as provas que poderiam ser juntadas ao acordo, estariam gravações e vídeos, feitos pelo próprio político, que governou o Estado entre os anos de 2010 e 2014.

Além do Ministério Público Estadual (MPE), um acordo de colaboração de um político como Silval envolveria a Procuradoria-Geral da República (PGR) e o Ministério Público Federal (MPF), por contar, possivelmente, com a indicação de supostos crimes cometidos por agentes públicos com prerrogativa de função. Segundo a mesma fonte, detalhes separam Silval do acordo com os procuradores e promotores.

A informação circula há vários dias, inclusive, com notas divulgadas na imprensa nacional, como o site de O Globo. Desde então, os advogados Valber Melo e Ulisses Rabaneda, que cuidam da defesa de Silval e, inclusive, estiveram na 7ª Vara Criminal de Cuiabá nesta terça-feira (18) para prosseguir na defesa do político em uma das ações das quais ele é réu, negam a negociação.

“Silval Barbosa vem se defendendo de todas as imputações formuladas desde o início da operação Sodoma, tendo orientado sua defesa técnica a continuar recorrendo as instâncias superiores na tentativa de demonstrar tanto a desnecessidade da custódia, seu prolongamento excessivo, quanto a nulidade dos atos processuais praticados no bojo da citada operação”, afirmam os defensores por meio de nota. Valber e Rabaneda, inclusive, já estudam as próximas ações a serem implementadas, inclusive no Supremo Tribunal Federal.

O MPE informou, por meio de sua assessoria, que o processo de colaboração possui natureza sigilosa e que, portanto, nao pode e nem deve ser tratado publicamente, sob pena de prejudicar todo o trabalho desenvolvido.

Silval é apontado pelo MPE como chefe de uma suposta organização criminosa que contava com a atuação de diversos agentes públicos. Entre estes agentes estavam ex-secretários, um procurador aposentado e ex-presidentes de autarquias e órgaos da administração pública. Desde que foi preso, o político nega todas as acusações.



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 27 de junho de 2017

11:27 - Delator paga R$ 300 mil e promotora pede arquivamento de denúncia

Segunda, 26 de junho de 2017

16:09 - Familiares de Silval receberam R$ 1,8 milhão da JBS/Friboi

Domingo, 25 de junho de 2017

10:30 - Silval aponta Nadaf como 'mentor' pelo desvio de R$ 15 milhões

Segunda, 19 de junho de 2017

16:50 - Dez deputados visitaram Silval em um único dia, revela advogado

11:32 - Secretário será ouvido em processo por corrupção

11:08 - Audiência é refeita para ouvir Alexandre César

08:20 - Juíza já havia determinado reforço na segurança de Silval

Sábado, 17 de junho de 2017

15:48 - Silval já tem 4 confissões marcadas por juíza

Sexta, 16 de junho de 2017

21:45 - Prisão domiciliar de Silval não muda rotina em edifício de luxo

16:40 - Maggi rechaça ter mandado emissário para falar com Silval


// leia também

Terça, 27 de junho de 2017

17:47 - TCE constata superfaturamento na Câmara e suspende pagamento

17:34 - Várzea Grande antecipa pagamento dos salários dos servidores

17:32 - Governo e sindicatos fazem últimos ajustes no projeto da RGA nesta 4ª

16:30 - Governo quer tirar foco dos grampos ilegais, diz coronel

08:48 - Blairo Maggi diz que Aeronáutica foi 'insensível'

Segunda, 26 de junho de 2017

19:39 - 'Fui testemunha de um crime', diz secretário sobre PMs presos

13:28 - Com Valtenir era traição todos os dias, diz Taques

11:30 - Cúpula do PSB se reúne sem Valtenir e planeja detalhes de debandada

10:30 - Embate entre Estado e Ipas expõe problemas na gestão da saúde

09:10 - Deputado propõe a volta da Loteria MT como alternativa para a saúde


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 28/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 28/06/2017
709682c66590260fb3edf747d9f8deb8 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Profissionais de saúde devem ser obrigados a registrarem nos prontuários de atendimento médico os indícios de violência contra a mulher?




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual