Por que rejeitamos determinados alimentos | Gazeta Digital

Domingo, 06 de outubro de 2013, 15h50

SAÚDE

Por que rejeitamos determinados alimentos

Redação do R7


Pudim de leite te causa enjoo? Brócolis, bife de fígado ou queijo não te caem bem? Você não está sozinho.

A crítica de gastronomia Stephanie Lucianovic sofre mais aversão à comida do que a maioria das pessoas.

— Ser difícil para comer não é uma opção, é uma verdadeira desgraça.

"Repulsão seguido pelo desejo de vomitar." Essa foi sua reação quando tentou comer certos alimentos que odiava. Atualmente esses alimentos incluem passas, bananas e vísceras.

David Jackson, do centro de investigação sobre alimentos do Leatherhead, não gostava de azeitonas quando era criança.

— As azeitonas são muito amargas. Eu odiava. Mas o que provavelmente aconteceu é que, quando você fica mais velho, você quer parecer mais sofisticado, e por isso há uma motivação para comê-las, mesmo que não goste.

Razões biológicas e sociais

As razões biológicas que levam certas pessoas a rejeitarem certos alimentos têm sido amplamente estudadas, mas as razões sociais são menos claras. Para Paul Chappell, do Departamento de Sociologia da Universidade de York, na Grã-Bretanha, é difícil saber por que superamos aversões a determinados alimentos.

— Mas é claro que muitas pessoas passam a ser menos exigentes à medida que ficam mais velhas. Querer seguir somente a própria vontade está associado à infância: nós esperamos que as crianças rejeitem uma grande quantidade de alimentos. O caso não é o mesmo para os adultos. Ser exigente não é socialmente aceitável, e recusar determinados alimentos por não gostar, pode causar situações constrangedoras.

Stephanie Lucianovic, que publicou um livro sobre a vida de um adulto exigente, disse que estes são estigmatizados.

— Isso acontece, principalmente, porque as pessoas pensam que é uma opção, que eles estão fazendo isso para irritar e não se importam em incomodar os outros.

Ela mesma é exigente, e aprendeu a comer certos alimentos combinando-os com os sabores que gosta. Lucionovic afirma que agora, os odiados brócolis, couve de Bruxelas e pêssego se tornaram iguarias em seu prato.

Saiba mais

Acompanhe o GD também pelo Twitter: @portalgazeta



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 13 de junho de 2017

10:00 - Viva a cozinha de São Benedito

Sexta, 09 de junho de 2017

11:05 - Tempo frio abre temporada de caldos; veja sugestão de receita usando feijão

Sábado, 27 de maio de 2017

08:14 - 4 comidinhas para receber seus amigos no inverno

Domingo, 14 de maio de 2017

07:30 - Confira sugestões para um almoço especial para as mães

Domingo, 23 de abril de 2017

06:34 - Milho pode ser consumido de diversas maneiras; veja sugestões de receitas

Terça, 18 de abril de 2017

07:10 - Instituições e restaurantes marcam presença na FIT Pantanal em Cuiabá

Domingo, 12 de fevereiro de 2017

06:00 - Inclua muita 'gordura do bem' na hora da refeição

Quinta, 25 de dezembro de 2014

07:50 - Aprenda a fazer um delicioso pudim de festa

07:30 - Aprenda a preparar um morango de Natal

Sábado, 14 de dezembro de 2013

15:54 - Edu Guedes ensina a preparar um delicioso pavê de panetone


 ver todas as notícias
Cuiabá, Domingo, 25/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 25/06/2017
F4efb389ae02fa6550d2b881ed704c83 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Segundo a ONU a população mundial chegará a 8,6 bilhões até 2030, um aumento de 1 bilhão de pessoas em 13 anos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual