Paulo Taques influenciou o primo governador por fraudes no Detran, afirma MPE | Gazeta Digital

Quinta, 17 de maio de 2018, 11h27

POLÍTICA DE MT

Paulo Taques influenciou o primo governador por fraudes no Detran, afirma MPE

Arthur Santos da Silva, repórter do GD


Na denúncia contra os investigados de participação em fraude e pagamento de propinas de R$ 30 milhões no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) o Ministério Público Estadual (MPE) afirma que o ex-secretário de Casa Civil de Mato Grosso, Paulo Taques, usou a influência que tinha sobre seu primo, o governador Pedro Taques (PSDB), para manter o contrato com a empresa EIG Mercados utilizado como fonte de recursos desviados.

Lucas Ninno/Gcom-MT

“Nos termos da investigação, Paulo Taques concorreu para atividades da organização criminosa blindando contratos administrativos de delegação de serviços públicos do Detran MT a empresas privadas, de que decorre o recebimento de vantagens indevidas por membros da organização criminosa, ordenando, pautado no poder político do cargo ocupado e na influência que detinha sobre o Governador do Estado de Mato Grosso, seu primo José Pedro Gonçalves Taques, que tais contratos tivessem continuidade”, afirma o Ministério Público.

Em 2014, quando Pedro Taques foi eleito, a organização criminosa que agia desde 2009 passou a planejar a sua atuação no novo governo, após saída de Silval Barbosa.

Segundo o Ministério Público, para dar prosseguimento aos crimes, Paulo Taques (exercendo o cargo de secretário de Casa Civil) foi convocado. Um contrato de serviços advocatícios chegou a ser firmado para dar aparente legalidade aos serviços de tráfico de influência. Outra pessoa da família, o advogado Pedro Jorge Zamar Taques (Irmão de Paulo) serviu como ponte entre secretário e os crimes.

O MPE apresentou na denúncia o contrato assinado no dia 6 de outubro de 2014, dia seguinte às eleições gerais de 2014. Foi assinado um substabelecimento em que o escritório D’Almeida Cordeiro & Mesquita Advogados Associados, contratado pela EIG Mercados, repassava a Pedro Jorge Zamar Taques os poderes que lhe foram outorgados para a defesa dos interesses de tal empresa.

Conforme interpretação do Ministério Público, o contrato era apenas uma forma de garantir o pagamento de propina a Paulo Taques em troca da garantia da manutenção do esquema durante o novo governo.

O esquema girou em torno da contratação da empresa responsável pela execução das atividades de registros junto ao Detran dos contratos de financiamentos de veículos com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil e de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor.

Na ocasião, para obter êxito na contratação, a empresa se comprometeu a repassar parte dos valores recebidos com os contratos para pagamento de campanhas eleitorais.

Paulo Taques e mais 57 pessoas foram denunciadas. Além de responderem por constituição de organização criminosa, aos denunciados foram imputados os crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação. Na denúncia, foram apresentados 37 fatos ocorridos entre os anos de 2009 a 2016.

Pedro Jorge Zamar Taques o empresário José Kobori são apontados como auxiliares do ex-secretário de Casa Civil no esquema. Os três estão presos.

Confira a lista de todos os denunciados

  

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 23 de maio de 2018

08:55 - Ministério Público é contra revogação de prisões da Bereré

Terça, 22 de maio de 2018

16:44 - Assessor 'cai na Bereré' e chefe passa despercebido

15:58 - Suposto intermediador de propina do Detran pede revogação da prisão

Segunda, 21 de maio de 2018

15:17 - MP descobre núcleo que ajudava lavar dinheiro desviado do Detran - veja nomes

Sexta, 18 de maio de 2018

15:30 - Chefe do MP é contra votação na Assembleia para tirar Savi da cadeia

10:21 - Ninguém é denunciado sem que haja elementos mínimos, rebate Curvo

09:51 - Desembargador Sebastião Barbosa fica responsável por ação da Bereré

Quinta, 17 de maio de 2018

11:20 - Pedro Taques questiona acusações contra primo e ex-chefe da Casa Civil

10:06 - Savi agia como presidente e Botelho era sócio em empresa de fachada

Quarta, 16 de maio de 2018

20:13 - Decisão pró-Fabris no TRF encoraja AL a soltar Savi


// leia também

Quarta, 23 de maio de 2018

14:11 - Mulher que se feriu em ônibus deverá receber DPVAT

12:15 - Justiça anula estabilidade de servidora efetivada sem concurso

11:30 - Empresa de transportes é condenada por jornada exaustiva de motoristas

10:07 - Justiça condena grupo em R$ 2,2 milhões por irregularidades em hidrelétrica

08:39 - Silval está inconformado com pena de 14 anos de prisão e apela de condenação

08:14 - Ex-assessora de Selma Arruda confirma prioridade em 'processos midiáticos'

07:42 - Juiz nega pedido do MPE para prender João Arcanjo até 2027

07:00 - Jornal A Gazeta comemora 28 anos de credibilidade - veja fotos e vídeo

Terça, 22 de maio de 2018

17:56 - OAB consegue liminar que impede transferências irregulares de presos

17:35 - MP notifica Prefeitura para comprovar matrícula de 736 crianças em creches


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 23/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 23/05/2018
C00a5c77f5135796e2f638a16979bea8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Alta no preço dos combustíveis vem pesando no bolso do brasileiros




Logo_classifacil









Loja Virtual