STJ mantém proibição a empresas para não transferir concessão de linhas de ônibus | Gazeta Digital

Segunda, 14 de maio de 2018, 17h21

operação ponto final

STJ mantém proibição a empresas para não transferir concessão de linhas de ônibus

Celly Silva, repórter do GD


O ministro Francisco Falcão, da 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), não conheceu um recurso impetrado pelas empresas Verde Transportes Ltda, Transportes Satélite Ltda ME, Orion Turismo Eireli e Colibri Transportes Limitada contra uma decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) que negou a transferência de concessões de linhas de transporte intermunicipal.

Divulgação

Ministro Francisco Falcão

Tal decisão havia sido proferida pela desembargadora Marilsen Andrade em 27 de outubro de 2017. No despacho, a magistrada destacou que cabe somente a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Estado (Ager-MT) tomar decisões referentes à transferência das concessões em serviço público de transportes.

De acordo com a decisão do ministro, proferida no último dia 10 e disponibilizada nesta segunda-feira (14), as empresas que entraram com o agravo deixaram de observar as regras para impetrar o recurso, que por isso não foi apreciado.

No final de abril, a Polícia Civil deflagrou a operação Rota Final, deflagrada no dia 25 de abril, que tem executivos da Verde Transportes como alvos, para apurar supostas fraudes na concessão do serviço de transporte intermunicipal.

De acordo com denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), também são investigados os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco (DEM) e Pedro Satélite (PSD), que é sócio da Transportes Satélite. O ex-presidente da Ager Eduardo Moura, servidores da autarquia e o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística Marcelo Duarte também foram citados.

As investigações surgiram com base nas delações premiadas do ex-governador Silval Barbosa e do ex-chefe da Casa Civil Pedro Nadaf, que relataram ao Ministério Público Federal (MPE) a existência de pagamento de propina em troca da prorrogação das autorizações para que as empresas de transporte rodoviário de passageiros atuassem se estendessem por mais 25 anos, por meio de um decreto publicado em 2014. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 08 de maio de 2018

18:16 - Sinfra alega erro técnico e adia licitação milionária do transporte intermunicipal

Quinta, 03 de maio de 2018

19:37 - Taques rebate ex-aliado e diz que não é Mãe Dináh

Segunda, 30 de abril de 2018

17:36 - Empresa investigada se diz contra corrupção

Domingo, 29 de abril de 2018

08:00 - MP aponta cartel para afastar empresas e cita 2 deputados e secretário

Sexta, 27 de abril de 2018

17:49 - Desembargador mandar soltar empresários do setor de transporte

17:46 - Alvo de operação ofereceu avião e imóvel nos EUA a deputado

16:34 - Taques diz que teve de fazer 'cara de besta' para manter licitação do transporte

10:48 - Associação de servidores aponta falta de efetivo e diz que não coaduna com fraudes

Quinta, 26 de abril de 2018

18:28 - MPE abre inquérito sobre irregularidades em licitação do transporte

11:10 - Interceptações ligam 2 deputados, secretário e empresário em fraudes no transporte


// leia também

Segunda, 21 de maio de 2018

10:46 - Servidor que alegou trabalho infantil tem estabilidade anulada na ALMT

10:11 - Justiça retoma audiência sigilosa por fraudes de R$ 65 milhões em ICMS

09:40 - Fachin precisa decidir se investigação contra Blairo vai para 1ª instância

07:58 - Tribunal redistribui ação da Bereré para desembargador Zuquim

07:45 - STF manda para Mato Grosso investigação criminal contra Sachetti

Domingo, 20 de maio de 2018

14:02 - Delação de Alan Malouf é homologada no STF e deve complicar Taques

Sábado, 19 de maio de 2018

10:58 - Justiça retira estabilidade de mais um servidor da Assembleia

Sexta, 18 de maio de 2018

19:08 - TJ livra gestora de pagar R$ 1 milhão por aluguel do Hospital Jardim Cuiabá

17:15 - Policiais militares são afastados por causa de sexo e bebida com menores

16:31 - Supremo nega recurso do conselheiro Novelli e mantém afastamento do TCE


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 21/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 21/05/2018
D1f041d7a04ba04c4ffc9a628f06da54 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Projeto reconhece como família união entre pessoas independente do gênero




Logo_classifacil









Loja Virtual