MPF manda Estado devolver R$ 4 milhões usados indevidamente em hospital | Gazeta Digital

Segunda, 16 de abril de 2018, 14h50

MPF manda Estado devolver R$ 4 milhões usados indevidamente em hospital

Redação MPF/MT


O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT) emitiu uma recomendação, que tem força de notificação, para que o Estado de Mato Grosso ressarça imediatamente a quantia de R$ 4,8 milhões. O montante foi bloqueado judicialmente, para pagamento de dívidas do Estado, na conta do convênio com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) onde estão os recursos depositados pela União para a construção do novo Hospital Universitário Júlio Müller.

Assessoria

Dinheiro seria usado para construção do hospital Julio Muller

De acordo com a Recomendação, informações prestadas pela Secretaria de Estado de Cidades de Mato Grosso (Secid/MT) dão conta que o total do montante bloqueado judicialmente na conta convênio foi de R$ 9,4 milhões sendo que foi realizado o ressarcimento de R$ 7,5 milhões.

Destes, R$ 7 milhões são referentes ao valor principal, e R$ 504 mil são referentes a rendimentos de juros pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

A Secid informou que foram utilizados os índices de correção monetária da poupança e que, dessa maneira, o montante ainda a ser ressarcido à conta convênio seria de aproximadamente R$ 3,4 milhões, atualizado até o mês de fevereiro. Mas o relatório de fiscalização da Controladoria Geral da União Regional Mato Grosso (CGU/MT), relativo a análise realizada na movimentação da conta convênio, verificou que, além de não ter ocorrido aporte dos recursos pactuados pelo Estado, ocorreram ainda 32 bloqueios judiciais, via BacenJud, para pagamento de dívidas relativas à área da Saúde em Mato Grosso, totalizando a quantia de R$ 9,4 milhões entre os anos de 2011 e 2015.

“O relatório de Fiscalização proveniente da CGU Regional Mato Grosso pontua que os cálculos de reposição não podem ignorar a rentabilidade da conta-investimento em que estão aplicados os recursos do convênio, uma vez que seriam esses os índices sobre o montante, caso não ocorressem as apropriações”, afirma o MPF na recomendação.

Com isso, levando-se em consideração a rentabilidade da conta-investimento dos recursos do convênio, o montante que resta ao Estado para fazer o ressarcimento estaria valorado em R$ 4,8  milhões. Ou seja, R$ 1,5 milhão a mais do montante apontado pela Secid.

O Estado terá 30 dias para cumprimento da recomendação, sob pena de aplicação de medidas administrativas e ações judiciais cabíveis, sendo responsabilizado por eventuais prejuízos ao erário da União. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 26 de abril de 2018

15:36 - Deputados autorizam Taques contrair empréstimo de R$ 51 milhões

Quarta, 25 de abril de 2018

15:03 - Projeto que cria Fundo Emergencial chega na AL - veja quem terá que contribuir

Terça, 24 de abril de 2018

16:49 - Nomeação de vereador por engano é anulada

10:00 - Governo de MT prepara Programa de Demissão Voluntária para reduzir gastos

Sexta, 20 de abril de 2018

17:13 - Governador promove 652 militares e 4 serão alçados ao posto de coronéis

Quarta, 18 de abril de 2018

17:36 - Vereador Diego no Intermat causa mal-estar no PP

17:08 - Diego Guimarães assume presidência do Intermat

Terça, 17 de abril de 2018

16:06 - Taques comenta ideia de Eder para tirar MT da crise

11:05 - Taques volta insinuar que ex-aliados esperavam 'esquemas' do governo

Segunda, 16 de abril de 2018

12:54 - Taques rebate Pivetta e aconselha que vá rezar


// leia também

Quinta, 26 de abril de 2018

16:13 - Tribunal de Ética da OAB processa advogados inadimplentes em Mato Grosso

13:30 - STJ mantém suspensos direitos políticos de José Riva e Humberto Bosaipo

11:27 - Reincidência e maus antecedentes alteram pena do semi para o regime fechado

11:10 - Interceptações ligam 2 deputados, secretário e empresário em fraudes no transporte

08:40 - Chamado de mentiroso, Taques comprova repasses de R$ 5 mi de duodécimo

08:14 - Ministério Público investiga irregularidade no concurso da Seduc

Quarta, 25 de abril de 2018

12:05 - Empresa Viação Xavante teria pago propina de R$ 6 milhões a Silval

10:45 - Esse é o modo de fazer política do Pedro Taques, diz Eduardo Moura sobre operação

Terça, 24 de abril de 2018

19:12 - MPE notifica prefeito e vereadores sobre irregularidades na concessão de RGA

18:51 - Juiz alega se declara suspeito para julgar ação de golpe milionário


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 26/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quinta, 26/04/2018
2f8a4ad01ac2cdfd8dde377dc7eb1047 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Em uma época em que predominam notícias ruins, qual o maior motivo para ser otimista?




Logo_classifacil









Loja Virtual