Juiz marca audiências contra Allan Malouf e ex-secretário de Taques | Gazeta Digital

Segunda, 05 de março de 2018, 08h58

EDUCAÇÃO

Juiz marca audiências contra Allan Malouf e ex-secretário de Taques

Arthur Santos da Silva, repórter do GD


O juiz Marcos Faleiros da Silva, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá a validade das teses sustentadas por réus no 3º processo da operação Rêmora, se mantendo no caso e designando audiências para os dias 11 e 12 de julho. A Rêmora desarticulou um cartel para fraudes em licitações na Secretaria Estadual de Educação (Seduc) em maio de 2016.

João Vieira

No caso, foram denunciados o empresário Alan Ayoub Malouf, o ex-secretário de Educação Permínio Pinto Filho, Fabio Frigeri, Wander Luiz dos Reis e Giovani Belatto Guizardi.

São pontados 7 fatos criminosos envolvendo cobranças de propinas relativas a contratos firmados pela Seduc com as empresas Relumat Construções Ltda e Aroeira Construções Ltdas, das quais Ricardo Augusto Sguarezi é proprietário, e Dínamo Construtora. Os valores cobrados mediante propina variavam de R$ 15 a R$ 50 mil.

A Rêmora

Segundo o Gaeco, a organização criminosa desarticulada desde a primeira fase da Operação Rêmora era composta por três núcleos: de agentes públicos, de operações e de empresários.

O núcleo de operações, após receber informações privilegiadas das licitações públicas para construções e reformas de escolas públicas estaduais, organizava reuniões para prejudicar a livre concorrência das licitações, distribuindo as respectivas obras para empresas, que integravam o núcleo de empresários.

Por sua vez, o núcleo dos agentes públicos era responsável por repassar as informações privilegiadas das obras que ocorreriam e também garantir que as fraudes nos processos licitatórios fossem exitosas, além de terem acesso e controlar os recebimentos dos empreiteiros para garantir o pagamento da propina.

Já o núcleo de empresários, que se originou da evolução de um cartel formado pelas empresas do ramo da construção civil, se caracterizava pela organização e coesão de seus membros, que realmente logravam, com isso, evitar integralmente a competição entre as empresas, de forma que todas pudessem ser beneficiadas pelo acordo. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 19 de junho de 2018

09:19 - Acusado de ameaçar ex-secretário de Educação é preso

Quarta, 13 de junho de 2018

08:51 - Tribunal julga se Maluf vira réu por esquema na Seduc

Domingo, 20 de maio de 2018

14:02 - Delação de Alan Malouf é homologada no STF e deve complicar Taques

Quarta, 16 de maio de 2018

16:45 - Réus por esquema da Seduc retiram tornozeleiras

Quinta, 19 de abril de 2018

11:39 - Ex-secretário réu por desvios na Seduc ganha autorização para viajar

Sexta, 13 de abril de 2018

19:15 - Defesa de Alan Malouf nega delação premiada

Quinta, 12 de abril de 2018

19:36 - Se não gostou que recorra, diz Taques sobre Malouf

11:03 - Malouf afirma ao TJ que governador é o 'sultão' de esquema na Seduc - veja fac-símile

Segunda, 26 de março de 2018

16:37 - Procuradoria é favor de retirar tornozeleira de Alan Malouf

Quarta, 24 de janeiro de 2018

14:08 - Malouf ouve mais um não ao tentar tirar tornozeleira


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

08:00 - Silval diz que relatórios do TCE na Copa foram usados para chantagem - veja vídeo

Sábado, 23 de junho de 2018

08:20 - Ex-deputado nega propina, mas não explica dinheiro que recebeu e guardou em pasta

Sexta, 22 de junho de 2018

16:52 - Família de servidor dado como 'morto' se revolta e quer processar o MP

16:25 - Pressionados, procuradores ingressam com 4º pedido por liberdade de Savi

12:00 - Após anunciar desistência, conselheiro tenta liberar aposentadoria

10:55 - Ministério Público investiga pagamentos a servidor morto há 28 anos

07:35 - Índias suspeitas de enterrar bebê vivo vão usar tornozeleiras

Quinta, 21 de junho de 2018

10:18 - STJ nega liberdade a empresário acusado de lavar dinheiro da Bereré

07:14 - Juiz da 7ª Vara fica com ação contra Maggi por compra de vaga no TCE

Quarta, 20 de junho de 2018

18:14 - TJ nega liberdade a acusado de desviar R$ 23 milhões de cooperativa


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 25/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 25/06/2018
Afeda58f8fad104f8a7e7e0d17408684 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Transsexualidade deixa de ser considerada uma doença mental




Logo_classifacil









Loja Virtual