Emanuel pede que Fux reconsidere decisão | Gazeta Digital

Segunda, 11 de dezembro de 2017, 08h25

Vídeo com maços de dinheiro

Emanuel pede que Fux reconsidere decisão

Gláucio Nogueira, repórter de A Gazeta


A defesa do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), ingressou com recurso junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão proferida pelo ministro Luiz Fux. De acordo com o advogado André Stumpf Jacob, advogado do peemedebista e autor dos embargos de declaração, a decisão do magistrado foi além dos pedidos feitos, uma vez que na petição julgada por ele não havia nenhuma solicitação de rescisão dos acordos de colaboração firmados junto à Procuradoria-Geral da República do ex-governador Silval Barbosa e de seu chefe de gabinete, Sílvio Cezar Corrêa Araújo.

João Vieira

Conforme Stumpf, a negativa da anulação da delação sem que houvesse algum pedido neste sentido se configura em um chamado erro material que deve ser revisto. O advogado pontua que o despacho de Fux, proferido no último dia 22 de novembro, ocorreu porque ele foi induzido a erro de forma “intencional” por conta da manifestação apresentada no processo pela própria PGR. “Não pode a decisão contemplar pedido não solicitado pelo Embargante”, diz trecho do pedido.

A defesa reiterou que os pedidos feitos a Fux se limitaram à separação da investigação em relação ao prefeito de Cuiabá dos demais investigados, que o áudio de uma conversa entre Sílvio e o ex-secretário Alan Zanatta fosse periciado e que os delatores, o ex-secretário e a pessoa responsável por instalar a câmera no gabinete de Sílvio, equipamento usado para gravar diversos deputados estaduais recebendo maços de dinheiro, fossem ouvidos.

O pedido de perícia em relação ao áudio da conversa mantida por Sílvio e o ex-secretário é necessário uma vez que o diálogo pode conter indícios de que houve algum tipo de omissão em relação a crimes praticados pelos colaboradores no momento da negociação do acordo de delação. A defesa de Sílvio já se manifestou a este respeito, negando o fato.

Pinheiro foi citado na delação do ex-governador como sendo um dos beneficiários de um “mensalinho” pago a deputados estaduais da legislatura passada. Ele aparece em imagens gravadas a mando de Sílvio recebendo dinheiro vivo e colocando os pacotes de cédulas nos bolsos de sua calça e de seu paletó. Pinheiro nega que o dinheiro recebido seja propina. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 24 de abril de 2018

00:15 - MP denuncia 7 políticos flagrados em vídeos de Silval recebendo maços de dinheiro

Segunda, 16 de abril de 2018

18:54 - Conselheiro afastado do TCE alega viver 'um inferno'

Segunda, 09 de abril de 2018

07:47 - STF autoriza novas diligências em inquérito da delação de Silval

Terça, 03 de abril de 2018

15:26 - Supremo mantém suspenso processo de aposentadoria de Antonio Joaquim

08:23 - Novelli tenta reverter decisão contra retorno ao TCE

Quarta, 28 de março de 2018

12:36 - Não sou corrupto e nem ladrão, reage Antônio Joaquim contra Dodge

Terça, 27 de março de 2018

11:15 - Sem pressa, Dodge sugere que Antonio Joaquim se demita para ser candidato

Quinta, 22 de março de 2018

11:28 - Valter Albano se diz humilhado e pede retorno ao TCE

07:20 - Delatado, Novelli vê excessos no STF e afirma que MPE arquivou investigações

Quarta, 21 de março de 2018

07:30 - Fux vê dificuldade em identificar envolvidos e estende inquérito contra Maggi e prefeito


// leia também

Segunda, 23 de abril de 2018

19:17 - Desembargador Marcos Machado propõe a criação de novas varas - veja vídeos

16:04 - TJ nega pedido de desbloqueio de dinheiro feito por esposa de Faiad

13:30 - Juiz quer saber se criança depende de médica que matou verdureiro

11:30 - Com ajuda de intérprete, processo de viúva haitiana é solucionado em Sorriso

11:00 - José Riva tentou fazer delação premiada, mas MPE rejeitou

10:38 - Pedro Henry é condenado por descumprir ordem judicial

10:02 - Delação premiada é cogitada na Operação Bereré por propinas no Detran

08:55 - Justiça decreta sigilo em ação contra réus por rombo de R$ 143 milhões

08:05 - MPE investiga servidor que recebeu salário de vereador e não devolveu

07:45 - Conselho Nacional de Justiça faz inspeção no Tribunal de Justiça


 veja mais
Cuiabá, Terça, 24/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 24/04/2018
F07df325ee82be3e6dacdf41b9f307dc anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Brasil deveria fechar a fronteira com a Venezuela?




Logo_classifacil









Loja Virtual