Desembargador suspende audiência contra casal de 'golpistas' | Gazeta Digital

Quarta, 19 de abril de 2017, 13h05

CASTELO DE AREIA

Desembargador suspende audiência contra casal de 'golpistas'

Celly Silva, repórter do GD


Divulgação/ Polícia Civil

Shirlei e Walter são acusados de aplicar golpes em empresários. 

O desembargador Orlando Perri, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), suspendeu a audiência que seria realizada na tarde desta quarta-feira (19), na ação penal decorrente da Operação Castelo de Areia, em que figuram como réus o casal Walter Dias Magalhães Júnior e Shirlei Aparecida Matsuoka Arrabal.

O trancamento ocorreu atendendo ao pedido do advogado Jorge Godoy, que está acamado por conta de uma lombomialgia e conta com atestado médico de cinco dias. Tal documento foi protocolado junto à 7ª Vara Criminal, onde tramita o processo, na tentativa de suspender a audiência que já foi realizada na última segunda-feira (17).

Naquela ocasião, a juíza Selma Rosane Santos Arruda indeferiu o pedido impetrado pela advogada Caroline Amorim de Sá (a pedido de Jorge Godoy) e nomeou o advogado Claudino Aleixo Júnior para representar os réus no ato. Segundo ela, este era o segundo pedido de adiamento feito por Godoy na ação ao mesmo tempo em que recorria da prisão de seu cliente com alegação de excesso de prazo. 

Tanto Walter quanto Shirlei se mostraram incomodados com a situação. Walter aceitou conversar em apartado com o advogado para falar rapidamente sobre o processo. Já Shirlei se negou. “Não tenho nada para conversar com ele”, disse à magistrada na ocasião.

Ao Gazeta Digital, o advogado Jorge Godoy explicou que mesmo respeitando o advogado nomeado pela juíza Selma Arruda, não considera válida aquela audiência. Por isso, além da suspensão da agenda desta quarta-feira (19), também pediu a anulação da que ocorreu na segunda-feira (17). O primeiro pedido foi atendido por Orlando Perri. O segundo, não.

“Como você fala em defesa, se os réus estavam indefesos? Tanto que o advogado nomeado nem fez perguntas às testemunhas de acusação. Cerceamento de defesa é um absurdo”, comentou.

Castelo de Areia

A operação foi deflagrada no ano passado pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e pelo Grupo Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), que investigam fraudes milionárias aplicadas em empresários que buscavam por meio do Grupo Soy, empréstimos internacionais para investir nos mais diversos segmentos do mercado. 

A ação teve como alvo não só o casal, mas também o ex-vereador João Emanuel Moreira Lima, o pai e o irmão dele, Irênio Lima e Lázaro Moreira Lima, além  de Marcelo de Melo, Evandro Goulart e Mauro Chen, que respondem em processo apartado. Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), todos eles fariam parte da empresa de fachada usada para ludibriar as vítimas. 

Walter Dias atualmente está preso. Já esposa dele, Shirlei  Aparecida Matsuoka Arrabal, também foi presa na operação, mas conseguiu liberdade por decisão da própria juíza Selma Rosane Santos Arruda. 

Confira a decisão do desembargador:

"(...) ,DEFIRO EM PARTE a liminar vindicada apenas para suspender a realização da audiência instrutória designada para data de hoje (19/4/2017), nos autos da ação penal n. 38145-60.2016.811.0042 – código 466619, mantendo válido, por ora, o ato processual praticado em 17/4/2017, bem como das demais audiências designadas, desde que não haja, obviamente, a inversão na ordem de oitiva dos depoimentos das testemunhas de acusação e de defesa, hábil a ensejar possível nulidade processual. Comunique-se, imediatamente e com urgência, a autoridade coatora, inclusive mediante contato telefônico, encaminhando-se fotocópia da presente decisão. Requisitem-se as informações necessárias e, após, colha-se a manifestação da Procuradoria-Geral de Justiça. Publique-se. Cumpra-se. Cuiabá, 19 de abril de 2017.Desembargador ORLANDO DE ALMEIDA PERRI, Relator.(...)"
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 31 de julho de 2017

12:14 - Juíza manda quebrar sigilo bancário de ré por estelionato

Quinta, 13 de julho de 2017

14:38 - Emanuel e Walter Dias travam disputa acirrada

08:20 - Estelionatário acusa João Emanuel e admite prejuízo às vítimas

Quarta, 12 de julho de 2017

18:17 - Ré chora e diz que não sabe por que foi presa

12:00 - Casal réu por golpes milionários depõe nesta quarta

Segunda, 19 de junho de 2017

17:51 - STJ nega redução de fiança e soltura de 'comparsa' de ex-vereador

Terça, 13 de junho de 2017

16:21 - TJ mantém Selma em processo de João Emanuel e família

Segunda, 12 de junho de 2017

15:17 - Vítima diz que contador do Grupo Soy intermediou golpe

11:44 - Emanuel sofre revés na saga pela liberdade

Sexta, 09 de junho de 2017

11:00 - João Emanuel vai ao STJ em busca de liberdade


// leia também

Sexta, 20 de outubro de 2017

17:55 - Desembargador diz que caso de Fabris não se compara ao de Aécio

15:56 - Juíza nega prazo e diz que defesas tentam atrasar sentença

12:25 - Luiz Soares denuncia juiz que o prendeu ao CNJ e Corregedoria do TJ

Quinta, 19 de outubro de 2017

10:45 - Juiz nega extinguir processo contra ex-servidor da AL falecido

09:31 - AMM aciona Secretaria de Fazenda para garantir o repasse de ICMS

09:06 - Ministro do STF não barra senadores de MT em votação pró-Aécio

08:31 - TRF nega pedido da Assembleia para livrar deputado Fabris da cadeia

Quarta, 18 de outubro de 2017

19:14 - Controladoria Geral apura indícios de corrupção de empresas ligadas ao VLT

19:05 - STF não aprecia habeas corpus e Paulo Taques permanece preso

17:03 - Após confissão, delegados querem revogar prisão do cabo Gerson


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 20/10/2017
2b95336a644f97d5c7b35708aef8fdfb anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Câmara de Cuiabá passa a realizar as duas sessões semanais em apenas um dia a partir da próxima semana




Logo_classifacil









Loja Virtual