Senador quer impedir PF de proibir compra de arma | Gazeta Digital

Quinta, 11 de janeiro de 2018, 12h21

polêmica à vista

Senador quer impedir PF de proibir compra de arma


Otmar de Oliveira

Se depender do senador mato-grossense, Cidinho Santos (PR), a lei nacional nº 10.826 de 2003 que dispõe sobre o Sistema Nacional de Armas no Brasil, popularmente chamada de Estatuto do Desarmamento, sofrerá algumas modificações.

Dentre outros pontos, as mudanças, se aprovadas, vão retirar da Polícia Federal o poder de decidir sobre a autorização de compra e porte de armas de fogo por cidadãos brasileiros. Para isso, Cidinho apresentou no Senado, em dezembro do ano passado, um projeto que altera a lei federal em vigor desde 2003.

Ele destaca que já se passaram 15 anos da implementação do Estatuto do Desarmamento e os resultados prometidos não foram alcançados. “Ao contrário, o número de homicídios no Brasil alcançou a preocupante marca de 60 mil nos últimos anos, um aumento de aproximadamente 20% em comparação com o período anterior à aprovação daquela lei, com perspectivas de um aumento ainda mais significativo neste ano de 2017”, observa Cidinho.

Chico Ferreira

Cidinho Santos é autor de projeto que visa retirar da PF autonomia para autorizar compra de armas

Reclama ainda do alto índice de pedidos de compra de arma negados pela Polícia Federal (70% em algumas regiões do Brasil) sob justificativas totalmente questionáveis. Afirma que essa postura da PF fere o artigo 5º da Constituição da República de 1988 no que se refere aos direitos à liberdade e à propriedade.

Cidinho atesta “que o Estatuto do Desarmamento restringiu, de forma desarrazoada e desproporcional, os direitos fundamentais à liberdade e à propriedade dos cidadãos no que diz respeito ao acesso às armas de fogo, ao conferir à autoridade administrativa plena discricionariedade na concessão do registro e na autorização do porte de armas de fogo, a despeito do preenchimento de todos os requisitos objetivos assentados na Lei”.

Por fim, ele justifica que a alteração se mostra necessária para corrigir as distorções observadas na aplicação do Estatuto do Desarmamento e atende aos anseios de uma expressiva parcela da população brasileira. Leia aqui a íntegra do projeto de lei e sua justificativa.

Por enquanto, o projeto está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aguardando um relator. Veja o andamento aqui.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 15 de janeiro de 2018

07:45 - TJ participa de operação de recuperação de armas

Quinta, 04 de janeiro de 2018

11:41 - PM encontra fuzil HK que estava sendo traficado de Rondonópolis para Cuiabá

Segunda, 13 de novembro de 2017

15:10 - Policiais de MT ainda usam armas da Taurus após denúncias

14:29 - Porte de arma liberado para todos maiores de idade, defende relator da CCJ

Quinta, 19 de outubro de 2017

09:42 - Rotam localiza fuzil, pistola e espingarda de facção enterradas em chácara

Segunda, 11 de setembro de 2017

20:07 - Senado faz consulta pública sobre revogação do Estatuto do Desarmamento

Terça, 01 de agosto de 2017

17:30 - Após acidentes com armas da Taurus, governo apresentará parecer técnico

Quarta, 28 de junho de 2017

10:20 - Comissão sugere troca de pistola no combate ao crime

Terça, 20 de junho de 2017

09:49 - Exército destrói 218 armas usadas por criminosos como pistolas e revólveres

Sexta, 05 de maio de 2017

17:37 - Após sequência de falhas, pistolas da Segurança Pública passam por revisão


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

17:40 - Ex-vereador Afrânio Motta morre aos 85 anos

13:03 - Posse no staff de Pedro Taques é desprestigiada

12:22 - Membro da família Henry é condenado por sonegação

10:41 - Pedro Taques diz que não há rixa com deputados

Quinta, 18 de janeiro de 2018

18:44 - Prefeita de Alto Paraguai tem contas bloqueadas

12:11 - PF concluirá perícia e senador pode ser cassado

08:42 - Indicação de Wilson Santos para o TCE ganha força

Quarta, 17 de janeiro de 2018

18:34 - Vereadores decidem se cassam prefeito de Acorizal

16:48 - Fux é criticado por 'inércia' contra Pedro Taques

15:40 - CPI contra Taques tem cheiro de chantagem


 ver todas as notícias
Cuiabá, Sábado, 20/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 20/01/2018
8606faf6320fa3698f4313217276d306 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

A Prefeitura de Cuiabá voltará a aplicar multas por videomonitoramento. Qual é a sua opinião sobre isso?




Logo_classifacil









Loja Virtual