Deputado Sachetti teme ser citado em delação | Gazeta Digital

Quinta, 18 de maio de 2017, 18h20

EFEITO LAVA JATO

Deputado Sachetti teme ser citado em delação


Chico Ferreira

O deputado federal Adilton Sachetti (PSB) está temeroso de que seu nome apreça em delações dos executivos do frigorífico JBS, uma vez que recebeu R$ 50 mil em doação de campanha eleitoral de 2014, segundo ele próprio afirmou em entrevista à Rádio Capital FM, nesta quinta-feira (18).

Segundo o parlamentar, a doação ocorreu de forma legal, mas o receio se dá porque o extrato de doações da empresa pode conter dados unificados dos repasses feitos de forma legal ou não. “Eles colocaram R$ 50 mil na minha conta. Doação oficial de campanha como manda a lei, mas, nessa hora, eles não separam ninguém e põem todo mundo como se fosse bandido!”, afirmou.

“Eu fiz minha campanha baseada na legislação existente à época, mas na hora que vai tirar o extrato lá, eles não separam nada de quem recebeu mediante a lei e de quem recebeu por fora. (...) A minha parte eu recebi da JBS R$ 50 mil declarado, o dinheiro veio na campanha e está na campanha, a receita federal já conferiu, a justiça federal já homologou, mas com certeza eu vou estar lá dentro porque também cai o oficial”, explicou.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 18 de agosto de 2017

18:10 - Lava Jato investiga empresas estrangeiras envolvidas em fraudes

15:48 - Moro manda bloquear R$ 6 milhões das contas de Vaccarezza

14:34 - Prisão tem base em delações contraditórias, diz defesa de Vaccarezza

14:03 - PF acha R$ 122 mil em dinheiro na casa de Vaccarezza

08:46 - Ex-gerente da Petrobrás acusado de propinas chora a Moro por liberdade

08:18 - Ex-deputado Cândido Vaccarezza é preso em nova fase Lava Jato

Quinta, 17 de agosto de 2017

19:48 - Decisão do STF sobre impeachment de Temer sai até próxima semana

15:16 - Lula pede a Moro que suspenda interrogatório de setembro

13:55 - OAB pede ao STF que obrigue Maia analisar impeachment de Temer

08:33 - PF não vê corrupção por Valdir Raupp em um inquérito da Lava Jato


// leia também

Sexta, 18 de agosto de 2017

20:51 - Diretor da Faespe é demitido por reitora

20:36 - Coronel Zaqueu Barbosa é esquecido na prisão

20:30 - Vereador faz proposta sem noção para a prefeitura

Quinta, 17 de agosto de 2017

20:10 - Juíza parte para tudo ou nada em ação da Sodoma

19:33 - Delação de Silval traz repórter da Globo a MT

12:37 - Roberto Jefferson cancela visita a Cuiabá

Quarta, 16 de agosto de 2017

19:36 - Presidente do PTB vem a Cuiabá sondar conselheiro

18:52 - Governador recebe nesta 5ª diretores de 3 hospitais

17:38 - Em VG, Taques se declara e diz que é pecador

12:10 - Ex-vice prefeita luta contra o câncer de mama


 ver todas as notícias
Cuiabá, Sábado, 19/08/2017
 

Sebrae

Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 19/08/2017
44700daf2f1bf6eec9a853777d174124 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O prefeito de Cuiabá suspendeu, pela segunda vez, as multas de trânsito aplicadas por meio de videomonitoramento.




Logo_classifacil









Loja Virtual