Fux anuncia auditoria em tempo real em urnas no dia da eleição | Gazeta Digital

Quinta, 08 de fevereiro de 2018, 13h56

política Nacional

Fux anuncia auditoria em tempo real em urnas no dia da eleição


Estadao

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, anunciou nesta quinta-feira, 8, a implantação de uma auditoria em tempo real que será feita, por amostragem, em urnas eletrônicas no dia das próximas eleições. Durante café da manhã com jornalistas, o ministro também defendeu o bloqueio de bens de empresas que utilizem robôs para disseminação de notícias falsas e afirmou, sem citar nomes, que aceitar registro de candidato ficha suja é ‘negar a eficácia da Ficha Limpa‘.

Rosinei Coutinho/STF

Fux assumiu a presidência do TSE na última terça-feira, 6, sucedendo ao ministro Gilmar Mendes. O mandato do novo presidente do TSE termina em 14 de agosto, quando será sucedido por Rosa Weber, que comandará o tribunal durante as eleições.

Nas últimas duas semanas, Fux discutiu com a equipe técnica do TSE medidas para tornar a checagem das urnas mais transparente. Atualmente, os equipamentos, depois de serem transportados aos locais de votação, já fazem uma verificação automática do sistema ao serem ligadas.

A novidade, agora, é uma inspeção extra no software, a poucas horas do início da votação, para conferir os programas - um processo que deverá ser acompanhado por integrantes da Justiça Eleitoral e representantes dos partidos. O TSE ainda vai definir as urnas e localidades que passarão por essa nova etapa.

Parceria

Para Fux, a imprensa será parceira da Justiça Eleitoral na ofensiva contra a disseminação de fake news, tema considerado pelo ministro uma ‘das maiores preocupações do Tribunal Superior Eleitoral‘. ‘A imprensa será nossa fonte primária de aferição da verossimilhança daquilo que está sendo noticiado‘, comentou Fux, que vai ampliar o conselho criado no TSE para discutir o tema, com a inclusão do Ministério Público.

O ministro também defendeu medidas preventivas de combate à proliferação de notícias falsas.

‘Se nós eventualmente descobrirmos uma empresa que tem uma colônia de robôs que ali está impulsionando (conteúdo) - evidentemente não precisa esperar que o mal ocorra, pode evitar que ele ocorra, a gente vai lá e retira de circulação, numa medida de constrição mesmo. Se as pessoas resistirem as determinações, o estado de flagrância do crime de desobediência é imediato‘, observou o ministro.

Eleições

Sobre as próximas eleições, Fux afirmou que, ‘em princípio, quem já está com a situação definida de inelegibilidade não pode fazer o registro‘ de candidatura. ‘Se já está condenado em segunda instância, não é candidato sub judice (que ainda aguarda sentença final)‘, frisou.

Na última terça-feira, Fux disse na solenidade de posse que ‘ficha suja está fora do jogo democrático‘. Dentro do TSE, a fala foi vista como um recado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa depois de a 8Ð Turma do Tribunal Regional Federal da 4Ð Região (TRF-4) ter confirmado a decisão do juiz federal Sérgio Moro e aumentado a pena de prisão do petista de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O PT tem até o dia 15 de agosto para apresentar o requerimento de registro da candidatura de Lula à Presidência. O calendário eleitoral prevê que o registro das candidaturas deve ser julgado pela Corte Eleitoral até 17 de setembro, quando Fux já terá deixado o TSE. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 20 de fevereiro de 2018

09:46 - Blairo Maggi deve recuar de disputa no Senado e deixar a política

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

08:22 - Segurança vai para o centro do debate eleitoral

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

15:46 - PTB faz apelo para Antonio Joaquim manter filiação e candidatura em MT

Quarta, 14 de fevereiro de 2018

18:58 - PSL quer Rossato candidato e visita de Bolsonaro a MT

13:49 - CNBB diz que não irá apoiar candidatos que 'promovam ainda mais a violência'

Terça, 13 de fevereiro de 2018

08:26 - Planalto coloca Luciano Huck no radar e pressiona aliados

Segunda, 12 de fevereiro de 2018

15:15 - Mauro Mendes diz que decidirá até maio se será candidato ao governo

Sexta, 09 de fevereiro de 2018

20:17 - Taques chama Mendes de aliado e agradece críticas

14:23 - FHC confirma proximidade com Huck, mas reafirma apoio a Alckmin

Quinta, 08 de fevereiro de 2018

17:28 - Tenho prazo até 7 de abril para me decidir, diz Meirelles sobre candidatura


// leia também

Terça, 20 de fevereiro de 2018

14:04 - Suplente de Maluf pode tomar posse ainda hoje

13:53 - 'Temer já roubou muita coisa, mas meu discurso ele não vai roubar', diz Bolsonaro

11:53 - Comandante da Marinha diz que Lava Jato não atrasou construção de submarinos

11:48 - Justiça bloqueia R$ 31,5 milhões de Dudu, ex-prefeito de Belém

11:06 - Câmara afasta Maluf do mandato de deputado

11:01 - Defesa de Cabral diz que intervenção no Rio acaba com motivos de transferência

11:00 - Guerra da segurança só será ganha com desenvolvimento e emprego, diz Pezão

08:34 - Governo publica exoneração de Luislinda Valois

08:25 - Câmara aprova intervenção federal no Rio de Janeiro

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

21:00 - Deputado do PSOL tenta suspender no STF votação do decreto de intervenção


 veja mais
Cuiabá, Terça, 20/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 20/02/2018
768bdb65035787436f1bc4ad07df1cf3 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Após 15 anos, Arcanjo deixa a prisão e vai cumprir regime semiaberto




Logo_classifacil









Loja Virtual