Barroso libera ação sobre Indulto de Natal para julgamento no plenário da corte | Gazeta Digital

Terça, 06 de fevereiro de 2018, 14h04

política Nacional

Barroso libera ação sobre Indulto de Natal para julgamento no plenário da corte


Estadao

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou para ser julgada no plenário da Corte a ação que suspendeu parcialmente o Indulto de Natal do presidente Michel Temer. A decisão é desta segunda-feira, 5. Agora cabe à presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, marcar uma data para o julgamento.

Reprodução

Barroso, que é relator da ação, decidiu manter a suspensão parcial do indulto

Foi Cármen quem impugnou, ao final do ano passado, pontos do decreto publicado pelo presidente, quando estava responsável pelos despachos da Corte durante o recesso. Na última quinta-feira, DIA 1º, no primeiro dia do Ano Judiciário de 2018, Barroso, que é relator da ação, decidiu manter a suspensão parcial do indulto. O pedido, que deu origem à suspensão de três artigos e dois incisos do decreto, foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

‘Tendo em vista a urgência da matéria e a tensão que a suspensão do indulto gera sobre o sistema penitenciário, sobretudo para os que poderiam ser beneficiados se não fossem as inovações impugnadas, peço desde logo a inclusão do feito em pauta para referendo da cautelar e, em havendo concordância do Plenário, para julgamento do mérito‘, publicou Barroso na semana passada, quando manteve a decisão de Cármen.

Na decisão, Barroso adiantou que levará para discussão a redução do prazo mínimo de cumprimento de pena para alcançar o benefício do indulto, que foi baixado para um quinto no decreto de Temer, ‘tendo em vista que o benefício do livramento condicional, fixado por lei, exige o cumprimento de ao menos 1/3 (um terço) da pena‘. ‘Este foi o patamar utilizado na concessão do indulto desde 1988 até 2015, salvo situações especiais e as de caráter humanitário‘, afirmou o ministro. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 26 de maio de 2018

10:19 - Mandante do assassinato de Dorothy Stang deixa prisão no Pará

Quarta, 23 de maio de 2018

13:54 - Rodrigo Maia diz que TSE extrapolou ao 'legislar' sobre Fundo Eleitoral

Terça, 22 de maio de 2018

17:27 - Fachin vota por condenação de Meurer por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Segunda, 21 de maio de 2018

09:19 - Acusados de tráfico são os que mais recebem liberdade no STF

Sábado, 19 de maio de 2018

08:38 - Após baixa de 105 processos, STF volta a discutir foro privilegiado

Sexta, 18 de maio de 2018

14:59 - Fachin suspende revisão de pensões de filhas de servidores

12:30 - PF pede que Lewandowski decida se mantém no STF inquérito de Aécio

Quinta, 17 de maio de 2018

09:01 - Fachin autoriza inquérito para investigar doações da J&F ao MDB

Segunda, 14 de maio de 2018

14:20 - STF abre edital para contratar escolta armada para Edson Fachin

08:01 - Processo contra Carlos Bezerra por fraude em pregão é enviado ao TRF


// leia também

Domingo, 27 de maio de 2018

20:55 - Temer reduz 46 centavos no diesel e anuncia 6 medidas para encerrar greve - veja vídeo

19:45 - Governo federal baixa diesel na bomba, mas não por 60 dias

16:30 - Suíça confisca conta 'símbolo' da Lava Jato no País

13:30 - Bolsonaro sugere que futuro presidente revogará punições a caminhoneiros

12:30 - Flávio Rocha e Alvaro Dias foram os que mais viajaram

09:06 - Temer e ministros discutem hoje novos benefícios aos caminhoneiros

09:01 - Por pressão de governadores, PT leva a Lula plano B de eleição

Sábado, 26 de maio de 2018

17:00 - Governadores cobram e PT leva a Lula 'plano B

14:00 - Situação da saúde preocupa o presidente Michel Temer, diz ministro

13:15 - Avião de Temer fica sem combustível para viagens longas


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 28/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 28/05/2018
B2364398e2b46c1e9ec5913337d6d80a anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Lei municipal em São Paulo proíbe queima de fogos com barulho e permite os luminosos




Logo_classifacil









Loja Virtual