Renato Duque consegue habeas corpus no STF, mas continuará preso pela Lava Jato | Gazeta Digital

Quinta, 20 de abril de 2017, 14h19

Renato Duque consegue habeas corpus no STF, mas continuará preso pela Lava Jato


Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio revogou hoje (20) um dos mandados que sustentam a prisão do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Renato Duque. Apesar da decisão favorável, Duque continuará preso porque existem outros mandados que foram expedidos pelo juiz federal Sérgio Moro na Operação Lava Jato.

Na decisão, o ministro revogou a prisão que foi decretada contra Renato Duque na Operação Sangue Negro, da Polícia Federal. A operação investiga propina paga pela empresa holandesa SBM Offshore para ex-funcionários e diretores da Petrobras, em troca de negócios com a estatal, entre 1997 e 2012. De acordo com o ministro, o ex-diretor está preso há mais de um ano sem que tenha sido julgado pela Justiça do Rio de Janeiro.

Na Lava Jato, Duque foi preso no dia 16 de março de 2015 por determinação de Moro. Ele está preso no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Segundo o juiz, mesmo após a deflagração da operação, em março de 2014, Duque continuou cometendo crime de lavagem de dinheiro, ocultando os valores oriundos de propinas em contas secretas no exterior, por meio de empresas offshore.

A defesa de Duque alega que a prisão é ilegal e que o ex-diretor não cobrou propina de empreiteiras durante o período em que esteve no cargo. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 18 de outubro de 2017

19:32 - Na volta ao Senado, Aécio diz que trabalhará para provar inocência

19:15 - CCJ aprova relatório pela rejeição de denúncia contra Temer

15:23 - Dois senadores de MT livram a barra de Aécio

Terça, 17 de outubro de 2017

19:07 - Senado derruba afastamento parlamentar de Aécio Neves imposto pelo STF

15:05 - Maia diz que divulgar vídeos de Funaro não afeta relação com Temer

13:30 - Adiar votação sobre afastamento é 'constrangedor', diz Randolfe

12:43 - Fachin entende que inquérito contra Maia não está ligado à Lava Jato

12:16 - CCJ discute parecer pela inadmissibilidade de denúncia contra Temer

12:02 - STF determina que votação sobre afastamento de Aécio será aberta

10:23 - Por Aécio, Senado deve adiar votação de afastamento


// leia também

Quinta, 19 de outubro de 2017

07:45 - Irmão de Geddel se diz tranquilo pois PF não encontrará nada errado

07:30 - Projeto que regulamenta Uber poderá ter urgência votada na próxima terça

Quarta, 18 de outubro de 2017

22:12 - TCU conclui que BNDES pagou 20% a mais por ações da JBS

21:56 - Coutinho diz que não foi ouvido sobre financiamento do BNDES à JBS

21:34 - Temer permite que não casados autorizem doação de órgãos

15:33 - Comissão encerra debate sobre denúncia contra Michel Temer

14:20 - Reforma da Previdência agora será melhor para próximo presidente, diz Mansueto

13:52 - Temer sanciona lei que prevê cálculo do Produto Interno Verde

12:48 - Tasso Jereissati defende que Aécio renuncie à presidência do PSDB

08:28 - Sérgio Moro admite pressões contra Lava Jato e nega que será candidato


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 19/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quinta, 19/10/2017
D1d680665478c8ebd71c5501c57d5ff8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Dois dos três senadores de MT votaram pela volta de Aécio Neves ao Senado




Logo_classifacil









Loja Virtual