Dilma reage e diz que nunca autorizou caixa dois | Gazeta Digital

Quarta, 19 de abril de 2017, 15h22

Dilma reage e diz que nunca autorizou caixa dois


A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira, 19, que nunca autorizou caixa dois em suas campanhas. Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, Dilma reagiu às denúncias do publicitário João Santana e sua sócia e mulher Mônica Moura - seus marqueteiros em 2010 e em 2014 - de que receberam recursos não contabilizados das campanhas da petista.

‘Dilma Rousseff nunca autorizou, em suas campanhas, a arrecadação de recursos por meio de caixa dois‘, afirma o texto de sua assessoria. ‘As únicas pessoas autorizadas a captar dinheiro, em conformidade com a legislação eleitoral, foram os tesoureiros regularmente investidos nessas funções nas campanhas de 2010 e 2014.‘

João Santana e Mônica Moura foram ouvidos nesta terça, 18, pelo juiz federal Sérgio Moro, na ação penal em que o casal é réu ao lado do ex-ministro Antonio Palocci e o empreiteiro Marcelo Odebrecht.

Segundo a nota, ‘nas duas eleições, a orientação de Dilma Rousseff sempre foi clara e direta para que fosse respeitada a legislação eleitoral em todos os atos de campanha‘.

‘Ela nunca teve conhecimento de que suas ordens tenham sido desrespeitadas‘, afirma a assessoria de imprensa da petista. ‘Todos que participaram nas instâncias de coordenação das duas campanhas sempre tiveram total ciência dessa determinação.‘

Dilma disse que espera ‘isenção e imparcialidade‘ das investigações da Operação Lava Jato. ‘Que permitam ao final que a Justiça seja feita, em respeito ao Estado Democrático de Direito.‘
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 23 de junho de 2017

16:30 - Polícia Federal apreende 15 joias na casa da irmã de Adriana Ancelmo

16:09 - Palestras sobre corrupção e Lava Jato rendem R$ 219 mil a Deltan Dallagnol

14:14 - Luciano Coutinho depõe como testemunha de defesa de Lula

12:02 - PF busca joias de Cabral na casa da cunhada

11:45 - Fachin nega crise e diz que não se pode demonizar a política

Quinta, 22 de junho de 2017

15:01 - Supremo reinicia julgamento sobre validade das delações da JBS - Siga

14:21 - Barroso vota pela validade da delação da JBS e manutenção de Fachin na relatoria

13:42 - Primo de Aécio e assessor de Perrella deixam prisão em Belo Horizonte

11:01 - Fachin tira de Moro e envia para São Paulo inquérito contra Paulo Skaf

10:57 - Andrea Neves deixa a prisão


// leia também

Sexta, 23 de junho de 2017

14:29 - PF apreende pelo menos 15 joias em apartamento de cunhada de Cabral

12:06 - Gravíssimo, diz FHC sobre denúncia de Temer

12:03 - Fachin dá a Janot prazo de cinco dias para denúncia

12:02 - Senadores se declaram independentes

11:55 - Viagem de Temer à Noruega vira um dos assuntos mais comentados no Twitter

11:55 - Avião em que estava Gilmar Mendes sofre pane e volta a Brasília

08:24 - Os 8 candidatos à sucessão de Janot apoiam investigação de Temer

08:17 - Temer é recebido sob protestos em reunião com governo da Noruega

Quinta, 22 de junho de 2017

16:21 - Pezão diz a servidores do Rio que pode não terminar seu mandato

15:41 - Renan diz a Moro que conselheiro de Contas do Rio o apresentou a lobista


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 24/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 24/06/2017
0ea2206de2d809058fcdc883f395d97f anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Segundo a ONU a população mundial chegará a 8,6 bilhões até 2030, um aumento de 1 bilhão de pessoas em 13 anos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual