Temer diz ter tido nome usado por muita gente para prática de equívocos | Gazeta Digital

Terça, 18 de abril de 2017, 10h49

Temer diz ter tido nome usado por muita gente para prática de equívocos


Estadao

Em entrevista ao SBT Brasil nesta segunda-feira (17), o presidente Michel Temer afirmou que já teve o nome utilizado indevidamente por terceiros. ‘Meu nome é usado por muita gente. Muitas e muitas vezes fui obrigado a botar gente da Polícia Federal atrás de pessoas que eu nem conhecia e que usavam meu nome. Punham até um cartão de visita: fulano de tal, assessor do vice-presidente Michel Temer, e praticavam equívocos, erros.‘

A declaração de Temer foi em resposta ao questionamento sobre a possibilidade de algum político do PMDB ter utilizado seu nome indevidamente. ‘Não descarto. E não é só político do PMDB não‘, afirmou o presidente.

Temer disse ainda não acreditar que o atual ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, tenha cometido alguma irregularidade ao ligar 32 vezes, em 2014, para o executivo da Odebrecht José de Carvalho Filho - os registros das chamadas telefônicas foram apresentados como prova pelo delator para provar o pagamento de R$ 9 milhões DEM caixa 2 ao PMDB. ‘Duvido até que ele (Padilha) tenha feito isso com objetivo escuso. Isso tenho absoluta convicção... Pelo menos penso que não teria acontecido (algo irregular no contato de Padilha com o executivo da empreiteira).‘

O trecho da entrevista ao SBT Brasil no qual Temer fala sobre a utilização indevida de seu nome e a relação de Padilha com a Odebrecht foi publicado no portal da emissora. 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 24 de maio de 2017

18:11 - Ministério da Agricultura é incendiado e Blairo deixa local às pressas

17:23 - Termina em Brasília maior manifestação contra governo Temer

16:39 - Grupo quebra vidraças, paradas de ônibus e orelhões em protesto em Brasília

16:29 - Temer autoriza ação de tropas federais para conter tumulto na Esplanada

16:00 - Tropa de choque entra em Ministério da Agricultura após auditório queimado

15:06 - Segurança do Palácio do Planalto é reforçada

14:46 - Manifestantes entram em confronto com polícia na frente do Congresso em Brasília

14:17 - Sandro Mabel é o 4º assessor de Temer a deixar o governo

14:13 - Temer reúne-se com senadores do PMDB

Terça, 23 de maio de 2017

11:19 - Relator da reforma trabalhista no Senado defende saída do PSDB do governo Temer


// leia também

Quarta, 24 de maio de 2017

17:53 - Aécio entrega passaporte e terá 15 dias para responder a pedido de prisão

15:51 - Defesa pede ao Supremo que julgue legalidade do impeachment de Dilma

14:50 - Comprei joias para minha mulher com sobras de campanha eleitoral, diz Cabral

13:54 - Mais de 30 pessoas morrem em novo naufrágio no Mar Mediterrâneo

Terça, 23 de maio de 2017

15:21 - Supremo condena Maluf a mais de 7 anos de prisão

14:56 - Delcídio diz a Moro que Bumlai e Odebrecht estruturam criação do Instituto Lula

14:44 - Justiça bloqueia R$ 60 milhões de 13 alvos da Operação Panatenaico

14:41 - Em artigo a site, Janot diz que delação é 'muito maior' que áudios

14:40 - Defesa de Temer quer dividir inquérito e questionar prevenção de Fachin

14:21 - Instituto pede que STF cancele acordo de delação com donos da JBS


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 25/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quinta, 25/05/2017
2bfe5dfa7ceff93a31b5aca3dea94fda anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Os donos da JBS mereciam o perdão judicial depois da delação que envolveu políticos poderosos?



Logo_classifacil









Loja Virtual