Cuiabá, Quarta-feira 26/09/2018

Fogo Cruzado - A | + A

28.06.2018 | 19h03

Câmara faz por merecer o apelido que tem

Facebook Print google plus
João Vieira

Justinho Malheiros

Foram diversos fatores que fizeram com o que apelido Casa dos Horrores passasse a ser usado com certa frequência nos veículos de comunicação quando o assunto era a Câmara Municipal de Cuiabá.

Dentre eles, brigas constantes, trocas de acusações e escândalos como a reforma superfaturada do telhado na gestão Decimar Silva. Teve ainda o rombo aos cofres do Legislativo provocado pela ex-presidente Chica Nunes e a cassação do então vereador Ralf Leite flagrado no Zero Km, região de prostituição em Várzea Grande, com uma travesti menor de idade.

Outro episódio constrangedor foi a cassação do ex-presidente João Emanuel Moreira Lima flagrado em vídeo ensinando como fraudar licitações. O enfrentamento com o MP por causa de reajustes nos valores da verba indenizatória e desrespeito a decisões judiciais também contribuiu.

Por fim, a atual legislatura sob comando de Justino Malheiros (PV) também contribui para que a pecha de Casa dos Horrores continue a ser utilizada. Um exemplo é a defesa intrasigente feita por ele ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) flagrado em vídeo recebendo maços de dinheiro e guardando no paletó quando era deputado estadual.

Outro exemplo é a manobra praticada por Justino, de alterar o regimento interno para tentar ser reeleito que foi contestada por um grupo de vereadores. A manobra foi barrada pela Justiça e ele recorre para tentar derrubar a decisão contrária.

As tentativas dos vereadores da base governista em neutralizar a oposição abrindo várias CPIs ao mesmo tempo e agora a viagem do vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) para assistir jogos da Copa na Rússia e justificar que viajou “a trabalho” também depõem contra os nobres edis.

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre o voto nulo e voto em branco?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 26/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.300 -2.740

Algodão R$ 97.760 -0.390

Boi a Vista R$ 122.420 -0.780

Soja Disponível R$ 69.800 -0.710

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.