Cuiabá, Sexta-feira 21/09/2018

Aparte - A | + A

19.02.2018 | 00h00

Fundos

Facebook Print google plus

Pode ser votada em breve pelo Senado uma PEC de autoria do hoje governador Pedro Taques (PSDB) que proíbe o contingenciamento de recursos destinados ao Fundo Nacional de Segurança Pública. Na época em que apresentou a proposta, o então senador usou como argumento o fato de que em 2010, apenas 51% da receita do fundo havia, de fato, sido executada. A ironia da história é a sugestão de Taques passar a ser discutida, justamente, no momento em que o tucano cogita, em Mato Grosso, remanejar recursos de fundos estaduais para tentar resolver a crise financeira que o Executivo enfrenta.

Sem problemas

Dono de uma fortuna que, segundo declaração dele próprio à Justiça Eleitoral ultrapassa a marca dos R$ 80 milhões, o deputado estadual Zeca Viana (PDT) disse não ver problema nenhum na liberação do autofinanciamento de campanha para o pleito deste ano. E mais, que não teria problemas em bancar do próprio bolso uma candidatura. Convenhamos, a situação financeira do pedetista, nem de longe, se compara a da maioria dos candidatos a deputado estadual.

Mais oitiva

O depoimento do ex-chefe de gabinete Sílvio Corrêa Araújo na CPI “do Paletó” deve servir como um guia para as perguntas que os vereadores devem fazer ao ex-secretário de Estado Alan Zanatta em sua oitiva, prevista para ocorrer na próxima quarta-feira (21). Ao que tudo indica, os questionamentos devem ser concentrados sobre a gravação da conversa que Zanatta teve com Sílvio e que teria sido encontrada na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Com limites

Aliás, se a resolução do TSE se mantiver como está, os candidatos, em especial os que disputarão o governo do Estado, vão ter mais problemas em não poder gastar mais do que o limite de R$ 5 milhões previsto, do que em arrecadar esse dinheiro para suas campanhas. Em 2014, todos os três principais candidatos ao cargo superaram e muito esse montante. Só Pedro Taques empregou quase R$ 30 milhões para se eleger.

Dois lados

Ezequiel Fonseca é uma das lideranças progressistas que mais tem defendido uma mudança de postura do partido em relação ao governo do Estado, visando às eleições de outubro. Dentro do PP, no entanto, ainda restam aqueles que mostram interesse em manter uma aliança com a base governista. Entre os dois lados está o senador licenciado Blairo Maggi, que ainda não definiu em que chapa quer disputar a reeleição.

Aproveitamento

A semana, aliás, promete ser quente na Câmara de Cuiabá. Depois de Zanatta, o ex-governador Silval Barbosa deve prestar depoimento. A oitiva está agendada para sexta-feira (23). A dúvida que fica é se os vereadores vão saber conduzir os interrogatórios. Na sessão em que ouviram Sílvio, os parlamentares, em especial os da base governista, deixaram a desejar.

Movimentação

A movimentação do Partido Progressista no sentido de reunir lideranças políticas e a própria sociedade na construção de um plano de diretrizes para a legenda - que nas palavras do presidente estadual, Ezequiel Fonseca, deve mostrar um rumo e tornar o Estado “mais eficiente” -, revela que a sigla deve mesmo caminhar na oposição ao governo Pedro Taques (PSDB) nas eleições deste ano.
 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

O horário político no rádio e TV foi útil na sua escolha pelos candidatos?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 21/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.350 0.710

Algodão R$ 120.630 0.130

Boi a Vista R$ 129.250 0.000

Soja Disponível R$ 70.000 0.570

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.