Cuiabá, Sexta-feira 21/09/2018

Aparte - A | + A

08.06.2018 | 00h00

Finalmente

Facebook Print google plus

E a tal pesquisa que os democratas esperavam para decidir se vão ou não ter um candidato ao governo do Estado e, principalmente, se ele vai ser o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, finalmente ficou pronta.
O levantamento de intenções de votos solicitado pela Executiva Nacional do partido já está nas mãos do presidente estadual, o deputado Fábio Garcia.

Novo prazo

Além da pesquisa nacional, um segundo levantamento eleitoral, contratado pelo ex-senador Jayme Campos, deve ser entregue aos democratas na segunda-feira (11). Os dados dos dois devem ser cruzados para se chegar à melhor opção.
E já tem democrata cobrando que a decisão não se estenda além do dia seguinte da entrega da pesquisa, ou seja, um novo prazo foi colocado na mesa. Será que dessa vez ele vai ser cumprido?

Alianças rachadas

Reportagem publicada nesta quinta-feira (7) no site da revista Veja afirmou que, nacionalmente, o PSB decidiu apoiar a pré-candidatura de Ciro Gomes, do PDT, à Presidência da República. Se a orientação for por estender essa aliança para os estados, vai ter mais um partido rachado no pleito deste ano.
Em Mato Grosso, o PSB - cujo presidente é Max Russi, ex-secretário-chefe da Casa Civil - já fechou apoio à reeleição do governador Pedro Taques (PSDB).
E pelo PDT, o pré-candidato ao governo é Otaviano Pivetta, justamente um dos que fazem parte do ‘bloco’ de ex-aliados do tucano.

Desculpa...

A afirmativa de que ‘se houvesse união, não se chamaria partido‘ é uma velha justificativa de quem é envolvido com política para explicar as divergências internas que surgem nas agremiações partidárias. O período pré-eleitoral deste ano, no entanto, parece um tanto atípico nesse sentido. Dá para contar nos dedos as legendas que, até agora, não viveram nenhuma crise por conta de opiniões diferentes entre suas lideranças.
A impressão que tanta divergência passa é de que o motivo original que gerou a criação de agremiações desse tipo, faz tempo, não é mais relevante para quem milita na política e as legendas se transformaram em um mero emaranhado de letras aleatórias.

...esfarrapada

Ninguém mais está interessado nas diretrizes partidárias, se é que as conhecem de fato. A regra do jogo agora é se filiar a um partido onde seus interesses pessoais sejam alcançados. O problema é que, com tanta gente querendo a mesma coisa (se beneficiar), fica difícil atender todo mundo.
Por isso mesmo o período de janela partidária - quando os que têm mandato podem trocar de sigla, sem correr o risco de ser cassado - tem se transformado num verdadeiro balcão de negócios, com candidaturas e presidências de diretórios sendo comercializadas entre quem já está e quem ainda vai entrar no partido.


Histórico conturbado

A tendência da maioria das legendas é de deixar os diretórios estaduais livres para fazerem as composições que acharem melhor. O PSB, no entanto, tem um passado recente de intervenções da nacional. Que o diga Fábio Garcia (hoje no DEM), que acabou destituído do cargo de presidente. E ele não foi o único. O substituto, Valtenir Pereira (hoje no MDB), teve o mesmo destino. Vai saber o que vem pela frente.

...só que não!

O congestionamento, antes restrito à avenida nos horários de pico - especialmente por conta da proibição de tráfego na faixa exclusiva dos ônibus - agora se espalhou pelas ruas que dão acesso à via principal. E se engana quem pensa que o fluxo da avenida melhorou, pelo contrário, as filas andam maiores do que nunca. Alguém precisa rever essa ‘inteligência artificial‘.

Inteligente...

Quem transita frequentemente pela Avenida do CPA, na Capital, principalmente nas imediações do Pantanal Shopping, tem afirmado que, de inteligentes, os semáforos instalados pela prefeitura só têm o nome. Desde que os equipamentos começaram a funcionar, um verdadeiro caos foi instalado no perímetro.
 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

O que você acha da imunidade eleitoral, que proíbe a prisão de candidatos e eleitores?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 21/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26.450 -1.310

Algodão R$ 121.690 0.520

Boi a Vista R$ 130.500 0.380

Soja Disponível R$ 69.000 -1.290

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.