Cuiabá, Quarta-feira 26/09/2018

Aparte - A | + A

30.06.2018 | 00h00

Evoluindo...

Facebook Print google plus

Aliás, as pesquisas que a equipe de A Gazeta tem feito em busca de dados sobre os mandatos dos ex-governadores de Mato Grosso tem revelado que, ao passo em que muita coisa evoluiu desde janeiro de 1951, quando Fernando Corrêa da Costa - o primeiro ex-governador retratado na série - assumiu o cargo, outras continuam praticamente na mesma.

...mas nem tanto

Nesta semana, por exemplo, o repórter Pablo Rodrigo descobriu em uma edição datada de abril de 1987, do já extinto jornal O Estado de Mato Grosso, que escândalos envolvendo o Detran não são novidade para os mato-grossenses. A diferença é que, há 30 anos, o esquema investigado era de fraudes em documentação de veículos e não de pagamento de propina para políticos.

Ex-governadores

A reportagem da série especial sobre os ex-governadores de Mato Grosso que será publicada na edição deste domingo (1º) do jornal A Gazeta relembrará o eleitor dos principais fatos ocorridos durante a gestão do hoje deputado federal Carlos Bezerra (MDB). E os achados no Arquivo Público do Estado vão fazer muita gente pensar que está vivendo um dèjà vu.

Recomendação...

Pelo que se comenta nos bastidores - sim, porque a própria Câmara de Cuiabá não fala em números, mas em ‘alguns‘ - pode ter chegado a 30 o número de sites de notícias que receberam a notificação para que não mais se refiram ao Parlamento em suas reportagens como a ‘Casa dos Horrores‘. Aqueles que descumprirem a ‘recomendação‘ podem ser acionados judicialmente.

...e ’esforço’

E enquanto a Mesa Diretora se ‘esforça‘ no sentido de ‘melhorar‘ a imagem da Câmara de Cuiabá perante a população, o vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) continua na Rússia, curtindo a Copa do Mundo.

Culpa de quem?

Por falar em Renivaldo Nascimento, a nota publicada por ele em suas redes sociais e o discurso de alguns outros vereadores na sessão de quinta-feira (28) dão a entender que os ‘nobres parlamentares‘ podem jogar toda a culpa nas costas da chefe de gabinete Adelina Vilalva de Magalhães.

Erro é?

Adelina foi quem assinou o documento em que se afirma que Renivaldo Nascimento estava “a serviço do mandato” na Rússia. Segundo alguns parlamentares, eles próprios já foram ‘vítima’ de ‘erros’ como esse, cometido por servidores.
A pergunta que fica é: será que a chefe de gabinete tem mesmo tanta autonomia para fazer um documento sem receber uma ordem direta do vereador?

Uma pessoa? Sei...

E voltando à ‘Casa dos Horrores‘, quer dizer, ao tema, o procurador-geral da Câmara de Cuiabá, Lenine Póvoas, escreveu um texto (tentando) explicar o motivo de a notificação aos sites ter sido feita. Nele, afirma que o Legislativo tem 25 vereadores, cerca de 350 comissionados e mais 100 servidores efetivos, ou seja, quase 500 pessoas que ‘sofrem prejuízo moral e pagam pelo erro de apenas um‘.
Mas quem conhece a Câmara de Cuiabá sabe bem que os ‘erros‘ que motivaram o apelido não foram cometidos só por UMA pessoa, não é mesmo? Muito menos, em apenas UMA legislatura.
 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre o voto nulo e voto em branco?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 26/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.300 -0.890

Algodão R$ 99.520 -0.310

Boi a Vista R$ 127.000 0.000

Soja Disponível R$ 75.050 -0.660

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.